quinta-feira, 8 de fevereiro de 2024

[Daqui e Dali] Anjos na terra

Humberto Pinho da Silva

Conhecido de D. Francisco Manuel de Melo contava entre seus bens a quantidade de amigos que possuía, e tinha razão, porque quando são leais, sinceros e dedicados, são bens mais valiosos que oiro e prata. São anjos que Deus nos proporciona para amenizar as agruras da vida.

Infelizmente, anjos bons são raros, a maioria dos amigos comportam-se como as formigas, que só procuram celeiros cheios, como os de Job; outros, hipócritas, buscam fama, influência e glória, como os de Camilo, que tendo "cento e dez, tão serviçais", mas vendo-o doente, pobre e quase cego, diziam: "Que vamos lá fazer? Se ele está cego, não nos pode ver!..."

Também eu, durante a minha longa existência tive amigos, companheiros de jornadas, que Deus, na Sua infinita bondade, colocou-os no meu caminho, a quem lhes devo o que fui e o que sou.

Muitos perdi-os no correr dos anos, ceifados pela impiedosa Morte, mas ficaram, para sempre, gravados no filme da memória, com gratidão e saudade.

Entre eles, destaco o Silvério, que me abriu as portas, que muito necessitava, não por amizade, porque mal me conhecia, mas pelo bondoso coração, que tudo fazia para ajudar quem muito precisava.

Deparei também na estrada da vida muita ingratidão, falácias e cambalachos, e ainda quem utilizando a política (que devia servir para o bem de todos) me prejudicou no termo da carreira profissional; e tudo porque não sou, não era, nem quero ser – porque abomino opinião de cabresto, nem penso por cabeça alheia – militante de partido político...

Porém, Deus sempre me amparou, como Pai que cuida dos filhos, não que fosse ou seja merecedor, que não sou, mas creio, como supunha Jean Guitton: a Misericórdia divina é superior à Sua Justiça.

Jesus sempre me enviou e certamente enviará, nos momentos angustiosos, anjos da guarda, que permanecem presentes nas horas de amargura.

Foram e são mãos humanas, guiadas pela Mão de Deus, que consolam, apoiam e abraçam.

Seria justo citá-los, mas muitos já não se encontram entre nós, e os mortos não têm vaidade; os que restam, certamente, não gostariam de se verem em letras de forma.

Decerto, o leitor também deparou e deparará ao longo da vida, "anjos" que o acolheram e o protegeram. Se atribuiu, alguma vez, o auxílio à sorte ou acaso, está redondamente enganado, foi certamente, a Mão de Deus que fez a mão dos homens agir.

Não foi sem razão que o conhecido do nosso clássico, incluía no rol dos bens, os amigos fiéis e dedicados.

Porém, não é fácil topar no percurso da nossa peregrinação terren"anjos".

Os que nos abordam, em geral, não são "anjos" da Luz, mas das trevas. Buscam interesses e o vil metal, que tudo compra e tudo corrompe.

Já o ilustre Rei Salomão, dizia: "As riquezas granjeiam muitos amigos; mas os pobres, o seu único amigo, a deixa." - Pv.19:4

Infelizmente era assim, e continua assim, e para nosso mal, continuará assim...

Título e Texto: Humberto Pinho da Silva, janeiro de 2024

Anteriores: 
Quando meu pai foi advertido pela PIDE 
Vitorino Nemésio, de maçônico a discípulo de Jesus 
O trabalho de menino é pouco... 
Pobre Camões, que tão mal o trataram 
Como entrou Maria Matos no Conservatório 
Como passam os portugueses a quadra natalícia 
Mãe é quem cria 

Um comentário:

  1. Genuine Hackers é a melhor solução para recuperar criptomoedas roubadas. Eles me ajudaram a recuperar meus tokens perdidos depois de ser vítima de um golpe de phishing no Telegram, onde os invasores obtiveram acesso à minha carteira e roubaram todas as minhas moedas. Com a ajuda de Genuine Hackers, consegui recuperar um total de 11,8 BTC e 6.479 ETH em 2 dias após enviar meu caso. Contate GENUINEHACKERS000@GMAIL.COM ou via WhatsApp +1 (260) 218-3592 para serviços de recuperação confiáveis e eficientes.

    ResponderExcluir

Não publicamos comentários de anônimos/desconhecidos.

Por favor, se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-