quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Lugar reservado na final four da Taça da Liga (Pepe operado)

FC Porto venceu o Paços de Ferreira (2-1), no Estádio do Dragão, com golos de Malang Sarr e Luis Díaz

O FC Porto está na final four da Taça da Liga depois de receber e bater nesta quarta-feira o Paços de Ferreira (2-1), no Estádio do Dragão, nos quartos de final da prova. Malang Sarr (73m) e Luis Díaz (80m) foram os marcadores de serviço nos azuis e brancos, que assim reservaram lugar na fase final que decorre em Leiria entre os dias 16 e 23 de janeiro de 2021.

Foto: Estela Silva/Agência Lusa

Com Pepe de regresso à titularidade e entre as novidades no onze lançado por Sérgio Conceição, o FC Porto assumiu uma postura autoritária desde o apito inicial, mas do outro lado esteve uma equipa muito bem organizada defensivamente durante a primeira parte. Ainda assim, Luis Díaz teve uma oportunidade flagrante para abrir o ativo logo aos quatro minutos, mas em pleno coração da área, o avançado colombiano rematou à figura de Jordi. Seria novamente o FC Porto a ameaçar o golo, mas Toni Martínez não deu o melhor seguimento a um cruzamento bem medido de Tecatito Corona (25m).

Só aos 34 minutos é que o Paços de Ferreira deu um ar da sua graça em termos ofensivos, com João Amaral a não errar o alvo por muito com um remate forte de fora da área. Este foi, de resto, o único remate dos pacenses em toda a etapa inicial, em claro contraste com o FC Porto, que voltou a ficar perto de marcar antes do intervalo, em ambas as ocasiões por intermédio de Toni Martínez. O avançado espanhol, que esteve muito ativo, rematou por cima de ângulo difícil (39m) e voltou a fazer o mesmo no último lance do primeiro tempo (45m), no qual ninguém conseguiu desfazer o nulo.

O intervalo não mudou o cariz do jogo e o FC Porto continuou claramente por cima, mas o caminho para baliza de Jordi não foi fácil de encontrar. Matheus Uribe ameaçou de longe (50m) e Toni Martínez acertou em cheio na barra na sequência de um lançamento de linha lateral (63m), mas Pepe também ficou a centímetros da glória num livre cobrado por Sérgio Oliveira (65m). Até que houve finalmente motivos para festejar. Na sequência de mais um lançamento de linha lateral efetuado por Tecatito Corona, Pepe desviou ao primeiro poste, Jordi aliviou para a zona da marca de pênalti e Malang Sarr não se fez rogado, atirando a contar para a baliza deserta (73m).

Finalmente desfeito o nulo, o FC Porto até poderia ter aumentado para 2-0 no lance seguinte, mas Toni Martínez rematou ao lado quando estava em boa posição na área pacense (74m). Foi uma espécie de aviso para o que aí vinha. Tecatito Corona apelou à profundidade de Nanu e este cruzou atrasado para a entrada da área, onde apareceu Luis Díaz a dominar a bola e a rematar sem hipóteses para Jordi, aumentando assim a vantagem portista (80m). O 2-0 não durou muito tempo, pois o Paços de Ferreira reduziu a diferença através de Adriano Castanheira, naquele que foi o primeiro remate pacense enquadrado com a baliza de Diogo Costa (82m). Stephen Eustáquio ainda cabeceou ao poste em período de compensação (90m+3), mas os campeões nacionais venceram mesmo e seguem em frente na Taça da Liga.

Título e Texto: FC Porto, 16-12-2020, 21h01


Pepe operado esta quinta-feira

Capitão do FC Porto sofreu uma fratura na arcada zigomática

Foto: Estela Silva/Agência Lusa

Pepe foi transportado desde o Estádio do Dragão até uma unidade hospitalar da cidade do Porto, onde se encontra internado, após ter saído lesionado ao minuto 79 na vitória (2-1) sobre o Paços de Ferreira.

Na sequência de um choque na área pacense, o capitão portista sofreu uma fratura na arcada zigomática, lesão à qual será operado esta quinta-feira.

O defesa central de 37 anos não atuava desde o passado dia 27 de outubro e voltou aos relvados na noite desta quarta-feira para assumir a titularidade na recepção aos castores, relativa aos quartos de final da Taça da Liga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-