segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Deputado da base de Macron não é favorável à vacinação obrigatória

Você iria até à vacinação obrigatória?

Não. Além de ter de aguardar os resultados dos estudos clínicos, é necessário que a vacina seja validada pela Agência Nacional do Medicamento e pela Agência Europeia.

Mas, por princípio, não sou favorável à vacinação obrigatória, porque sou um liberal.

Ludovic Mendes, (lusodescendente) deputado do LREM, pela Moselle, respondendo à última pergunta concedida ao mensário Causeur, nº 85, dezembro de 2020.

2 comentários:

  1. Em Portugal (governo de esquerda e extrema-esquerda):
    "A toma da vacina é voluntária e ninguém poderá ser obrigado a tomá-la contra a sua vontade."

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-