sexta-feira, 12 de março de 2021

O perigo magiar

Manuel Rezende

Na Hungria do maléfico Orbán, depois do terceiro filho, o imposto sobre o rendimento é negligível. Uma mulher com quatro filhos paga pouco ou nenhum imposto.

Estou horrorizado. Estas políticas de natalidade são um sinal de perigoso fascismo. Toda a gente sabe que as políticas de natalidade devem ser feitas através de subsídios para premiar comunidades e as minorias que fazem da incubação uma espécie de negócio. Incentivar a natalidade através de cortes nos impostos favorece as maiorias estabelecidas. Ora, isso é um horror.

Toda a gente sabe que os húngaros deviam trabalhar para as famílias das “minorias”, tal como acontece em Portugal.

Será que eles não sabem que é com a Imigração que se combate a crise demográfica?
Título e Texto: Manuel Rezende, o Diabo, nº 2306, 12-3-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-