quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Esta gente não se enxerga

Helena Matos

Os títulos de hoje exultam: 11 crimes. CPI da Covid chega ao fim com Bolsonaro acusado.

De repente é como se o mundo tivesse tido uma gestão correta , coerente, acertada e sempre fundamentada no combate à COVID, e o Brasil tivesse sido uma excepção a essas políticas esclarecidas. O enviesamento é tal que nem se comparam os números do Brasil com os de outros países e, por exemplo, não se pergunta o que aconteceu no Peru que tem praticamente o dobro dos mortos por COVID/milhão de habitantes do Brasil? 

Aqui na Europa, a Bulgária, a República Checa e a Hungria têm valores de mortes por milhão de habitantes superiores ao Brasil.

E a Argentina com um dos confinamentos mais drásticos do mundo tem valores de morte por COVID/milhão de habitantes muito próximos aos do Brasil.

O resultado da comissão do inquérito do Brasil não espanta. O que espanta é que nos outros países não existam comissões de inquérito. Ao combate à COVID e a outras coisas.

A propósito a que velocidade seguia o carro do ministro Eduardo Cabrita?

Título e Texto: Helena Matos, Blasfémias, 20-10-2021

Relacionados: 
Sim, da China 
CPI da Covid: uma história que termina em ruínas 
O tribunal da desordem 
Covid-19: Brasil supera EUA em proporção de vacinados com a 1ª dose 
Sobre o tratamento precoce: depoimento 
Estão politizando o tratamento precoce
Os aloprados inquisidores da CPI
Janaina Paschoal: "Deixem quem entende de saúde trabalhar, pelo amor de Deus!"
Mensagem do presidente do Conselho Federal de Medicina
A demonização do “tratamento precoce” contra a Covid-19
Alexandre Garcia é demitido da CNN Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-