sábado, 4 de dezembro de 2021

Eduardo Paes cede e cancela o Réveillon carioca (e, claro, como lhe é peculiar, transfere a culpa para outrem)

Apesar de a nova variante Ômicron não ter causado nenhuma morte segundo a OMS, e mesmo com os cientistas do município assegurando que pode ser feito o Réveillon, o prefeito decidiu cancelar a festa, seguindo a opinião dos especialistas do governo do Estado

Copacabana, 31-12-2019, foto: Gabriel de Paiva

Após um parecer reticente do Comitê Científico Estadual sobre a realização das festas de final se ano, e apesar de a variante ômicron – tão falada – não ter feito ainda nenhuma vítima em todo o mundo, o prefeito do Rio decidiu cancelar o Réveillon. O político anunciou a decisão em suas redes sociais. 

O Prefeito tomou o cuidado de creditar sua decisão à opinião do governo estadual e seus especialistas. E aproveitou para alfinetar o governador Cláudio Castro, dizendo que “não era isto o que vinha me dizendo o governador”. Paes ainda adicionou que toma a decisão com tristeza e que os cientistas da prefeitura que compõem o comitê científico municipal dizem que o evento pode ser feito com segurança.

Texto: Redação, Diário do Rio, 4-12-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-