sábado, 28 de julho de 2012

Estudando a onça...

Estudantes Americanos estão na UNIPLAC em preparação para expedição do projeto PUMA

Prof. Mazzolli (UNIPLAC), Nicole VanDeuson, Brandon LaBumbard e Ryan Laughlin (State University of New York - SUNY at Oswego)
Estão em intercâmbio na UNIPLAC, em formato de estágio com duração de quatro semanas três acadêmicos da Universidade do Estado de Nova York, Campus de Oswego, que vieram ao Brasil através do Projeto Puma, que em Lages é realizado em parceria com a Universidade do Planalto Catarinense.

Com uma iniciativa do Governo dos EUA, o “Laboratório Global”, que visa enviar estudantes para outros países em busca da ampliação do conhecimento, com bolsas de estudo, é que se deu a vinda dos três americanos que estão em treinamento no Laboratório de Ecologia UNIPLAC sob a supervisão do Prof. Marcelo Mazzolli, auxiliando-o na preparação da expedição para o Espírito Santo onde é desenvolvido um projeto na Reserva Biológica de Sooretama.
(...)

Os estudantes americanos farão parte de uma equipe que pesquisará principalmente a onça-pintada, além de outros mamíferos e outros animais da região, estudo que resultará em um trabalho para auxiliar na conservação destas espécies e da reserva.
(…)

Caro H.,
Me desculpe, mas isto é ridículo. Três estudantes norte-americanos no Brasil estudando ecologia. Ainda bem que são apenas três. Isto é coisa de socialista idiota. O estudante brasileiro precisa estudar tecnologia, e não ecologia.


Sabe, amigo, a onça-pintada já foi estudada até por marcianos. Está em fase de extinção porque o Brasil resolveu criar gado para alimentar o mundo. E onde o gado é criado a onça-pintada tem que ser exterminada porque é uma predadora que adora carne de qualquer espécie, inclusive humana.

Os ecologistas idiotas condenam a destruição das florestas e não condenam as razões pelas quais as florestas são destruidas. Ora, bolas, é muito simples: as florestas brasileiras são destruidas porque os brasileiros resolveram alimentar o mundo e ganhar dinheiro com esta atividade. Ninguém cria gado em fundo de quintal e planta soja e milho em horta.

Os ecologistas imbecis, assim como os religiosos fanáticos têm horror em discutir o motivo de tudo isto, ou seja, a procriação desordenada das populações pobres e miseráveis do planeta. A explosão demográfica dessas populações está conduzindo a espécie humana à extinção em face da saturação do planeta em sua limitada capacidade de abrigar tanta gente. Estão querendo colocar 200 passageiros em um veículo que só comporta 100. Isto é irracional.

Não se trazem estudantes estrangeiros para estudar o fenômeno das favelas brasileiras, esse cancro que está transformando o Brasil num verdadeiro inferno e de onde surge a criminalidade e tudo o mais que degrada o gênero humano.

Mas trazem três norte-americanos idiotas para estudar a onça-pintada.

Convenhamos, é muita mediocridade de ambas as partes.  
Texto: Otacílio Guimarães, 28-7-2012

3 comentários:

  1. Também esses cão que fuma tem que tudo ir para cadeia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEVE SE UM PIRRALHO QUE SÓ CURTE INTERNET...
      CORRIGINDO...
      TAMBÉM ESSES CÃES QUE FUMAM TÊM, TODOS DE IREM PARA A CADEIA...
      MEDIOCRIDADE é a destruição ecológica do planeta SEM CONTROLAR A NATALIDADE.
      POR ISSO são necessárias cada vez mais agro indústrias e desmatamento reduzindo a fauna e a flora.
      Não é a criação de gado que destrói o habitat da onça é a fome, o alimentar de cada vez mais seres humanos.
      A pobreza aumenta, porque diminuem os recursos naturais, e com o aumento populacional indiscriminado, haverão cada vez mais pobres.
      A terra é uma nave no espaço sideral, digamos navio, trem, avião ou ilha, já em estado de lotação esgotada.
      Querem ser ecologistas de verdade, parem de estimular o crescimento populacional.
      FUI, não aguento mediocridade...

      Excluir
  2. O problema quando se fala em controle da população é que isso atinge justamente aqueles que se alimentam do caos gerado por uma superpopulação ignorante, facilmente manipulavel e que pode se tornar uma massa de manobra muito util.
    Nem é preciso dizer que a fome e miséria bestializa a pessoa, fazendo com que ela se preocupe apenas com o basico que é comer, dormir e fazer sexo. A pessoa bestializada deixa de se preocupar em aprender, crescer na vida, exigir seus direitos, cumprir seus deveres. A pessoa se torna um animal irracional que se vende por qualquer favorzinho, por qualquer cesta basica ou presentinho.
    Por isso que não existe controle de natalidade e a população pobre tem filhos com cada vez menos idade, seguindo a cartilha ditada por musicas de funk, que não tem valor ético nem moral.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-