sexta-feira, 27 de julho de 2012

"O milagre da transformação": comentário de Otacílio

Otacílio Guimarães 
(Em sequência a "O milagre da transformação"


O articulista tem razão na maioria mas não no todo. Ele escreveu: Transformaram alguns homens de caráter em corruptos.
Não concordo com esta sentença. Ninguém jamais conseguirá transformar homens de caráter em corruptos. Homens de caráter tomam decisões contrárias às dos que não têm caráter e jamais se submetem a estes. 
Também afirmou: Transformou grande parte de nosso povo antes lúcido em verdadeiros zumbis.
Não é verdade. Um povo lúcido jamais se deixará transformar em zumbis. Os zumbis já nascem zumbis. 
Ele pergunta: Porque não tentamos separar o joio do trigo, e varrermos de vez da política alguns nomes que já conhecemos de sobra, e colocamos HOMENS DE VERDADE em benefício de nossos filhos, netos e de nosso Brasil.
Aqui ele revela ingenuidade e falta de conhecimento. Como separar o joio do trigo uma vez que é o joio que tem o poder de eleger? No Brasil atual, o esquema político vigente deu ao joio o poder de eleger e ao trigo a frustração de aceitar aquilo que o joio escolhe. 
Mais adiante ele escreve: Vocês, que estão trocando seus votos por uma bolsa família, ou uma bolsa não sei o quê, será que é isto que vocês querem para seus filhos e netos?
É exatamente isto o que querem para seus filhos, netos, bisnetos e tataranetos. São pessoas ordinárias que não servem para nada, são parasitas que querem viver às custas de quem trabalha e produz. E querem a mesma coisa para seus descendentes. Gente assim tem mais é que se deixar morrer de fome em benefício dos demais que se sacrificam pela sobrevivência num país miserável como o Brasil onde os podres poderes públicos só sabem sugar impostos para enriquecimento pessoal dos mandatários. 
A seguir, pergunta: E se conseguirem, o que pensarão de seus pais?  
Pensarão que seus pais foram o máximo. Afinal, tais pais, tais filhos. É muita ingenuidade pensar que filhos de pilantras preguiçosos irão condenar os pais porque em alguma época foram obrigados a se virar. Porra nenhuma, condenaração o governo e os bem-sucedidos na vida. 
Encerra com uma estrofe idiota do idiota hino nacional brasileiro: Verás que um filho teu não foge a luta.
A que luta ele se refere? O brasileiro é conhecido por sua covardia. Aceita tudo sem chiar. É como foguete que toma no rabo e sai sorrindo. 
Ora, ora, vamos interpretar melhor os textos que lemos. Vamos ler inclusive nas entrelinhas. O jornalista e administrador Antônio Carlos é mais um sonhador do que jornalista e administrador. 
Grande abraço,
Texto (e destaques): Otacílio Guimarães, 27-7-2012
Relacionado:

2 comentários:

  1. Mais um milagre da identificação de opiniões: EU ASSINO EMBAIXO do comentário de Otacílio.



    Comecei a desprezar os brasileiros desde criança, quando minha mãe sintonizava a TV no
    Programa Silvio Santos. O Circo de Horrores. O Show das Aberrações.


    Um povo que admira como ídolo máximo um imoral criminoso abominável, bizarro e grotesco como Silvio Santos é um povo de merda que merece se fuder mesmo.


    O povo brasileiro é infinitamente desprezível.

    ResponderExcluir
  2. E eu, curiosamente, na época em que você era criança, recém-chegado ao Rio de Janeiro, em 1972, vindo do Congo-Brazzaville, assistia aos domingos, ainda na Globo, ao "Programa Silvio Santos" e ficava admirado como é que o cara conseguia "animar o auditório" desde as 11 da manhã até às 8 da noite... ;)

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-