segunda-feira, 20 de agosto de 2018

"Futebol champanhe" e o "vinho de tasca". A análise de Sérgio Conceição ao jogo com o Belenenses

Sofia Esteves Teixeira

Foto:  Ivan Del Val l/Global Imagens
No final do encontro com o Belenenses, Sérgio Conceição considerou que o F. C. Porto venceu, este domingo à noite, de forma justa num terreno historicamente difícil.

"O calor, uma relva diferente daquela a que estamos habituados, fatores que existiam para as duas equipas. Mas o Belenenses treina aqui diariamente e tem uma habituação diferente. A circulação de bola fica mais lenta, por vezes tem que se dar mais um toque... Isso pode ter prejudicado a nossa equipa, mas não quero entrar por aí. Mérito do Belenenses, uma equipa com qualidade, com uma dinâmica de jogo interessante. Não fomos inteiramente eficazes no primeiro tempo, o Belenenses conseguiu jogar a espaços, conseguiu chegar com alguma facilidade ao nosso último terço. O jogo acabou por ser difícil por tudo aquilo que é um ambiente historicamente difícil", começou por analisar o técnico.

Quanto à exibição da equipa azul e branca, o treinador foi categórico. "Alguns dias pratica-se um futebol champanhe, outros um vinho tinto da tasca, que não deixa de ser saboroso. O futebol também é assim", atirou.
Título e Texto: Sofia Esteves Pereira, Jornal de Notícias, 20-8-2018

Relacionado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-