domingo, 24 de maio de 2020

[As danações de Carina] Fluxo intenso

Carina Bratt

Susano Correia — homem pensando fora da caixa, de dentro da caixa
Minhas queridas amigas e leitoras, olhem só que coisa mais sem fundamento.  Eu me atreveria a bater na tecla do sem pé nem cabeça. Raciocinem comigo. Se a gente parar um pouquinho para pensar, ou fazer uma introspecção, olhando de frente para dentro de nosso âmago, se tirarmos alguns minutos do nosso tempo precioso para fazermos uma análise de como nos comportamos na nossa intimidade, no nosso dia a dia, chegaremos a conclusão de que não somos nada.

Isso mesmo, amigas. N-A-D-A. Com isso, percebemos que as pessoas, ao nosso redor, notadamente aquelas que acham ter dentro de si o poder, e dele sair por ai desfrutando como gostariam, concluiremos que essas criaturas são cadáveres em busca de sepulturas inexistentes, são almas vazias e ocas de tudo. Com o tempo, a gente aprende que ninguém possui coisa alguma. As nossas ações, por mais bem engendradas, ou por mais bem construídas e sedimentadas que nos pareçam, não pertencem a nós.

Apenas fazemos uso, por um tempo, por algumas horas, ou dias. Às vezes até meses. Depois elas se esvaem e ficamos como pequenas embarcações, a esmo, vendo literalmente diante de nosso nariz, navios enormes num mar tenebroso, do qual não encontramos uma rota de retorno à terra firme. Assim como aprendemos que não possuímos nada, que tudo é passageiro e temporário, e que, via de regra, apenas fazemos uso, por um tempo, acreditem ficaríamos envergonhadas de nossas melhores ações.

Mesmíssima coisa, o mundo que está sobre a nossa cabeça. Se ele soubesse os verdadeiros motivos que orbitam dentro delas... Certamente desabaria. Nossos motivos, geralmente são escusos, desonestos e devassos. Por força de uma imbecilidade tacanha e retrógrada, que fazemos questão de manter viva e pulsante, tentamos tapar o sol com a peneira. Como a peneira possui uma infinidade de pequenos furos, nossas afoitezas acabam descambando para o lado errado.

Aliás, o inferno, segundo Samuel Johnson, “está repleto delas”, não só as boas, as más intenções também. A meu entender, caras amigas e leitoras, nosso primeiro dever (aliás, o dever de todos os seres humanos) deveria o de TENTARMOS SER NÓS MESMAS, e não a sombra daquela ou daquele que está próximo a nós. Reparem. Nós, mulheres, não somos nós mesmas. Almejamos mais, sempre mais e mais, e às vezes, nessa busca maluca e inconstante, acabamos presas, pés e mãos, num beco sem saída.

Nos pegamos encurraladas num caminho sem volta. Sabem como eu chamaria essa “coisinha banal?”.  De percepção. Nos falta a percepção. Aliás, para os homens, essa palavrinha simpática, não existe. Pelo menos como deveria. Monteiro Lobato, por exemplo, era um homem de percepção. Por sinal, bastante afiada. Ele tinha e trazia consigo, A Chave do Tamanho. O que isso quer dizer? Trocado em miúdos, ele sabia a porta a ser aberta, a janela a ser escancarada, o botão que acenderia a luz pondo fim a escuridão.

De contrapeso, conhecia o trilho a seguir, o momento exato de voltar, se preciso fosse, ao ponto de partida. Muitas vezes a gente sai por aí às avessas, sem lenço sem documentos, dando uma de Caetano Veloso. Esquecemos a nossa identidade, o documento com uma fotinha 3X4, que nos informe, que nos indique, que nos mostre quem somos e o melhor, que nos restitua integralmente à senda da volta, o ponto crucial de onde partimos. Muitas vezes ficamos à deriva, presas a um medo injustificado.

A vida, caras amigas e leitoras, nos ensina a cada dia, a cada milésimo de segundo, uma lição diferente. Todavia, movidas pela pressa, pelo burburinho do cotidiano, não damos valor, não dispensamos atenção devida. Deixamos, grosso modo, “passar batido”. A vida, gostaria que todos vocês entendessem, a vida nos tenta colocar na cabeça, que só quem está com a corda no pescoço se lembra que o ar existe. A partir daí, a nossa luta, a nossa peleja se transforma numa guerra particular, onde tentamos restabelecer o fôlego precioso.

Sem ele, sem o ar que nos mantém vivas, sucumbimos. Outro pontinho quase imperceptível que nos atormenta a todo momento: a loucura. Chico Buarque já experimentou várias fases da neurastenia. Se as minhas leitoras se dispuserem a tirar um tempinho para ler seus livros, entenderiam que “toda loucura é genial, porém, nem toda lucidez é velha”. A nossa inquietação e a “piração” das outras criaturas, sempre será diferente, ou melhor, a nossa insanidade nada mais é que uma linha imaginária entre a genialidade e a insensatez, entre a falta de senso e o desequilíbrio.

Em resumo, como vivemos num mundo sem equilíbrio, sem autocontrole, sem solideza, sem simetria ou  consolidação,  ou seja, ora estamos de cabeça para baixo, ora de cabeça para cima; de outra feita, nem uma coisa nem outra; carecemos nos arrojar, nos desembestarmos, mantendo uma demência meio termo. Isto será nosso ponto mestre, nosso alvo, nossa mira de equilíbrio, nosso apoio perfeitamente racional para um planeta insanamente neurótico e sem controle do amanhã. Se não tivermos a magia do amanhã...
Título e Texto: Carina Bratt, de Vila Velha, no Espírito Santo. 24-5-2020

Anteriores:

10 comentários:

  1. NÃO ACHO NÃO, NEM SEM FLUXO INTENSO.
    Acho que não podemos confundir interpretações dos nossos sentido com o metabolismo sentimental de nossas cabeças. Nas suas interpretação só resta o suicídio para o amanhã.
    Eu me canso de escrever sobre isso:
    Amor não é sexo e sexo não é amor.
    Sexo é profundamente dependente de penas dois de nossos sentidos.
    O olfato que sente os feromônios que sentem a química da atração sexual e o tato que faz o roça-roça da glande com a vagina e produz o orgasmo.
    Amor é o afeto que surdos, mudos e cegos sentem pelos que lhes ajudam inclusive no sexo.
    Sem equilíbrio mental são visitas para fazer sexo na cadeia, ou ser amante no infortúnio da presteza na solidão.
    A prostituta que faz sexo por dinheiro passa a ter mais honestidade que aquelas que fazem por prazer. Aliás prazer qualquer um pode dar ao outro.
    Tem infelizes pessoas que fazem sexo por dinheiro pior que as prostitutas.
    Vendem-se por carros, roupas e status.
    Acho que filhos da puta, tiravam meninas ingênuas de casa para seus prazeres e as largam nas ruas das amarguras, por vezes com crianças.
    O quociente emocional é mais importante na vida que o quociente intelectual.
    Nunca traí minha esposa, aliás se eu fosse veado ninguém me comeria.
    Quando compro um presente para ela, brilham os seus olhos verdes de felicidade,
    Eu nunca lhe dou itens comunitários como utensílhos domésticos.
    No dia das mães dei-lhe um buquê de rosas de chocolate.
    Daqui a três dias vamos fazer 37 anos de cumplicidade mas alegrias e tristezas.
    Temos de fechar as portas e as janelas para os amigos ocultos que só aparecem nos momentos de saciar seus egos.
    Procurar os diferentes, se quiser seus iguais vá para uma psicanalista.
    Bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TENHO DE TROCAR O TECLADO, mas só no mês que vem, teclado mecânico mais barato é 300 reais.
      Depois que você usa um nunca mais compra outros, esse meu tem 6 anos.

      Excluir
    2. O que se passa com o pobre teclado?
      O que é um teclado mecânico?

      Excluir
  2. Os teclados são mecânicos, semi mecânicos e de membrana.
    Os teclados de membrana não permitem apertar 2 teclas ao mesmo tempo.
    Os teclados semi mecânicos permitem usar mais de 2 teclas ao mesmo tempo.
    shxy apertei 4 teclas
    Os teclados mecânicos permitem de 5 teclas ao mesmo tempo, alguns até 10 mas são mais caros.
    Alguns acham desnecessário, mas quando você joga jogos e até MS flight sim é muito necessário.

    ResponderExcluir
  3. NÃO EXISTE SER HUMANO QUE FAÇA ALGO SEM UM INTERESSE PRÓPRIO ,
    Conforme a teoria do filósofo inglês Thomas Hobbes!

    O teórico acreditava que o homem, na sua essência, não é um ser do bem.
    Segundo a teoria de Hobbes, o homem já nasce mau, ele não sabe viver em sociedade e precisa de um estado autoritário, que dite as regras, as normas de convivência.
    “Essa tese vai fundamentar sua visão de estado absoluto.
    A visão é de que homem não tem pretensão de ser social.
    Ele é mau, o que causa insociabilidade.
    Para se tornar social, é preciso formar um novo pacto, um novo acordo entre homens, para que eles possam renunciar à coisa mais importante num estado de selvageria, que é a liberdade”.

    Mesmo os grandes mestres espirituais, incluindo Cristo , tinham por trás da grande bondade, interesses particulares.
    Mas do ponto de vista psicológico precisamos,todos, nos projetar como seres bons, nosso ego precisa disto!
    E todos, da manha a noite afirmamos nos preocupar com o próximo, mas não somos capazes de renunciar ao nosso bem ,mesmo que isto seja para beneficie o próximo.
    Precisaríamos ser santos para isto!
    Isto é inato no ser humano , e cultivado com tratamento especial na política ,e por consequência nos governos.

    ResponderExcluir
  4. Saibam que por mais de 20 anos consertei computadores de diversos amigos de graça. Nessa área cobrar só deixa-nos ricos se roubar. Claro que os amigos compravam as peças de troca. Eu não as comprava para não ser chamado de ladrão.
    Hoje em dia minha deficiência visual não permite mais montar computadores.
    Ensino alguns sem condições de comprar o windows 10 a usar o KMS verdadeiro sem vírus, para certificar o windows 10 com atualizações sem custo.
    Acho desonesto alguém com condições financeiras de compra piratear.
    Podem falar mal de Bill Gates, mas a Microsoft nunca deu bola para a pirataria de seus produtos.
    Uso AVG ultimate pago de 3 em 3 anos.
    Uso VPN para visitar sites fora do Brasil, e não compro nada pela internet no estrangeiro.
    Uso meu interesse próprio apenas para mim.
    Detesto pessoas que pedem favores de merdas por exemplo trocar resistências de um chuveiro simples e barato, a resistência nova custa 35 reais e o chuveiro novo é vendido por 39 reais. Se contratar um técnico para trocar daria para comprar quase 3 chuveiros novos. Quanto a associações e sindicatos só tive desilusões. Por exemplo as reuniões que faziam do AERUS, one enfiavam no nosso RABO audiovisuais ininteligíveis e saiam aplaudidos.
    Por isso pergunto ao SINDICATO NACIONAL DO AERONAUTAS sempre:
    AONDE ESTÃO MEUS 12000 REAIS DE DEVOLUÇÃO DO FAD EM CASO DE APOSENTADORIA QUE NÃO FORAM PAGOS?
    Qualquer dica de hardware e uso do windows 10 estou sempre disposto.
    Não comprem nada da marca LENOVO, PHILCO, DELL, SANSUNG, SONY E PHILLIPS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rochinha!
      Por que não comprar LENOVO, PHILCO, DELL, SANSUNG, SONY E PHILLIPS?

      Excluir
    2. Esqueci de dizer que coloquei meu monitor AOC de 14"" de 15 anos de uso para funcionar e está a todo vapor.

      Excluir
    3. MEU LG ULTRAWIDE 29"" JÁ TEM 6 ANOS DE USO.

      Excluir
  5. Seria muito longo, lenovo e dell são inteiramente chineses e estragam muito e obrigam você a fazer upgrade de hardware e quando vão ao conserto só preces para recuperar.
    Sansung e sony se for para reparo pode esperar de 3 a 4 meses sem aparelhos.
    A PHILLIPS JÁ APARECEU NA RECORD NO PROGRAMA PATRULAHA DO CONSUMIDOR ESTRAGOU E SÓ CONSERTOU NA JUSTIÇA.
    Agora o drama da PHILCO, pifou um monitor no meu outro computador, como é apenas para uso pessoal de emitir boletos, comprei um monitor PHILCO de 350 reais. Durou 4 meses e ficou completamente apagado.
    Moral do episódio tinha que mandar via sedex para análise.
    Minha cafeteria nescoffe a empresa pagou o sedex para conserto fora da garantia.
    Meu HD a western digital pagou o sedex para envio e recebi um novo.
    Estou preparando um vídeo para postar passando o MARTELO NO MONITOR.
    Nos Estados Unidos montei um computador enquanto morava em LAX, pifou a placa de vídeo, levei na loja e simplesmente me deram uma nova.
    Tem mais uma empresa para botar na lista a CADENSE.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-