quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

OMS diz que proibições de viagens não funcionam

euronews

A nova estirpe da Covid-19, a Ômicron, está já presente em, pelo menos, vinte países. Continua a alastrar-se pelo mundo, uma semana depois de ter sido detectada na África do Sul.

Vários Governos, onde se inclui o português, impuseram proibições de viagens de e para países da África Austral.

No entanto, a Organização Mundial de Saúde afirma que as proibições de viagens não funcionam e aconselha a implementação de outras medidas.

“Temos de utilizar as medidas que sabemos que funcionam. O uso da máscara sempre que possível e aconselhável, desde que se esteja numa sala com mais do que uma pessoa, ventilando uma sala, se possível, o mais frequentemente possível, mantendo a higiene normal das mãos e do corpo e especialmente a higiene bocal nessas circunstâncias", afirma o porta-voz da OMS, Christian Lindmeier.

Muitos países estão a acelerar os programas de vacinação de modo a aplicarem a dose de reforço ao maior número de pessoas.

O Reino Unido, por exemplo, lançou o que o primeiro-ministro Boris Johnson designou por "exército de vacinas", estabelecendo um prazo até ao final de janeiro para que todos os adultos sejam inoculados com a terceira dose.

Na Áustria, as autoridades alargaram o prazo de confinamento nacional para 20 dias e tornaram as vacinas obrigatórias.

Na Grécia, as pessoas com mais de sessenta anos devem vacinar-se contra a Covid-19 até dia 16 de janeiro, caso contrário, terão de pagar uma multa.

No entanto, a estirpe Ômicron poderá tornar as vacinas existentes menos eficazes, como alertou o administrador da Moderna, Stepháne Bancel.

Título e Texto: euronews, 1-12-2021, 7h12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-