sábado, 8 de janeiro de 2022

Rio tem aumento repentino nos testes positivos para covid-19

Mapa de Risco de Covid-19 mantém estado em bandeira verde

Douglas Corrêa

O estado do Rio de Janeiro registrou um aumento repentino na taxa de positividade dos testes de RT-PCR para detecção da covid-19 a partir de meados da 52ª semana epidemiológica (de 26 de dezembro a 01 de janeiro), segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES). A taxa passou de 1,4%, no fim de dezembro, para mais de 20% nos primeiros dias de janeiro.

Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

Esse aumento ainda não se reflete nesta edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgado hoje (7) e que traz dados de semanas anteriores. Segundo o mapa, o estado se mantém em bandeira verde, com cinco regiões na bandeira verde e quatro na amarela. No estudo da secretaria, cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo).

Os indicadores utilizados para análise do mapa levam em consideração a capacidade instalada (leitos e taxa de ocupação) e o aumento no número de óbitos e internações, além da taxa de positividade. Até o momento, esses dados não apontam para uma piora da situação de risco da covid-19, sendo reflexo do avanço da vacinação em todo o estado.

“Estamos diante da circulação de uma nova variante com alta capacidade de transmissão. Porém, até o momento, não estamos vendo um agravamento dos casos, que em geral se apresentam de forma leve e até sem sintoma. Parte disso se deve ao grande percentual da população imunizada. Por isso, é extremamente importante que o calendário vacinal seja observado com atenção. Quem ainda não tomou a segunda dose deve procurar um posto de saúde o mais rápido possível, assim como as pessoas que já podem receber a dose de reforço”, disse o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

Aumento da testagem 

Com a alta procura por diagnóstico da covid-19, a secretaria está ampliando a capacidade de realização de testes para detecção da doença no estado. Nesta sexta-feira, foram inaugurados seis centros de testagem para casos leves ou de pessoas que tiveram contato com alguém que testou positivo há quatro ou cinco dias.

As estruturas foram montadas nas unidades de pronto atendimento (UPAs) da Tijuca, Marechal Hermes e Penha, na zona norte, e Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na zona oeste. O atendimento ocorre de segunda a domingo, das 8h às 18h, e a capacidade de testagem é de 200 exames por dia. A partir de segunda-feira (10), os testes deverão ser agendados pelo site da Secretaria de Saúde (www.sauderj.gov.br).

Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5ºC e dificuldades respiratórias, deverão procurar diretamente uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou emergência hospitalar, onde realizarão o teste e passarão por atendimento médico para avaliação do quadro de saúde.

Na próxima semana, serão abertos mais três postos com maior capacidade diária de realização de testes. Os centros serão instalados no Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e no posto do Iaserj do Maracanã e no Estádio de Atletismo Célio de Barros, também no Maracanã, zona norte do Rio.

Título e Texto: Douglas Corrêa; Edição: Fábio MassalliAgência Brasil, 7-1-2022, 23h44

Um comentário:

  1. Tem teste que é para identificar que a pessoa tem anticorpos contra a Covid-19, então como este mesmo teste irá diferenciar os anticorpos produzidos pelas vacinas????

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-