quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Augusto Nunes: “O Supremo é uma vergonha para brasileiros com mais de 10 neurônios.”

Ao comentar o julgamento do STF, o jornalista Augusto Nunes [foto] fez um resumo das declarações do parlamentar usando palavras que ele considerou como mais civilizadas. As declarações foram proferidas durante o programa ‘Os Pingos nos Is’, da rádio Jovem Pan, nesta última quarta-feira (17).

“Eu tenho vergonha da atual composição do Supremo Tribunal Federal. Eu sinto desprezo pela maioria dos seus integrantes e essa aprovação unânime do que fez o Alexandre de Moraes faz com que eu desconfie de que o que eu estou dizendo se estende a todos os ministros. Eu sinto repulsa por ver um Supremo Tribunal Federal agindo como um partido e com a pretensão de se transformar em partido único. Eu acho ridícula a pose de semideus que os ministros adotam, acho ridículo os dialetos que eles falam, os trajes que eles usam e acho que o Supremo não merece a confiança dos brasileiros decentes, por consequência é muito difícil respeitá-lo. Eu estou dizendo, em resumo, o que disse o deputado Daniel Silveira com outras palavras”, declarou

E acrescentou: “Ele deveria, sim, ter se expressado de outra forma, para não dar nenhuma chance para os Moraes da vida e para os seus colegas. Mas ele não pode ser preso, embora ele deva se expressar de maneira civilizada, dizendo o que a gente diz aqui: o Supremo é uma vergonha para brasileiros com mais de 10 neurônios. Não adianta essa conversinha que pretende confundir o Supremo com os seus integrantes. Eu respeito a instituição e ela é respeitável a qualquer regime democrático. Não respeito os integrantes do Supremo hoje”.

O comentarista afirmou ainda que é necessário investigar “ministros que se confundem como ditadores”. Para Augusto Nunes, o plenário da Suprema Corte é considerado lugar que abriga perigo à democracia brasileira.

“Se ele [Daniel Silveira] ultrapassou os limites, se ele não se comportou com compostura, se ele agiu de maneira que mereça alguma punição, é o Congresso que decide, ou a Câmara, mais especificamente. O Supremo não pode agir assim. O mesmo Supremo que mostra tanta pressa é o mesmo que contempla com brandura de cúmplice o caso da deputada que é acusada de mandar matar o marido, o caso do deputado que é encontrado com dinheiro na cueca e o caso de tantos corruptos que não condenam nem julgam ou por falta de tempo, ou por excesso de provas, ou as duas coisas”, finalizou.

Conexão Política, 18-2-2021


Trecho de entrevista do Marco Aurélio Mello, há pouco.




Relacionados: 
O que o deputado Daniel Silveira disse sobre o STF 
O astro do faroeste à brasileira 
A imprensa está virando religião 
Demônio para quem precisa 
Psol vai ao STF para impedir distribuição de cloroquina 
O duplo padrão 
Alexandre de Moraes mantém suspensão do interrogatório de Wilson Witzel 
Normalizaram o absurdo 
Bolsonaro critica STF, sobre obrigatoriedade da vacina (+ Live) 
Outra estupidez 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-