quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

Inflação nos Estados Unidos é a maior em 40 anos

O índice veio acima do esperado e foi puxado pelo aumento da habitação, carros usados e caminhões

O índice de preços ao consumidor nos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês) fechou o ano em 7% em relação ao ano anterior — a maior taxa anual no país desde 1982, informou nesta quarta-feira, 12, O Departamento do Trabalho americano.

Em dezembro, o índice subiu 0,5% em relação a novembro (acima dos 0,4% esperado pelos economistas).

Com isso, a inflação do país fechou o ano acima da meta de 2% definida pelo Federal Reserve (Fed) —Banco Central americano.

A maior contribuição para o aumento veio de habitação, carros usados e caminhões.

“O índice de alimentação também contribuiu, apesar de ter pedido ritmo nos últimos meses”, apontou o material de divulgação do departamento.

A economia norte-americana está enfrentando uma inflação alta à medida que a pandemia de covid-19 obstrui as cadeias de abastecimento, pressionando o custo de vida dos americanos.

“O primeiro trimestre deve observar um pico de inflação, com preços menores de energia e um declínio na inflação de alimentos e automóveis permitindo uma alta mais lenta dos preços para o restante do ano”, disse o estrategista-chefe global do JPMorgan, David Kelly em Nova Iorque.

Na terça-feira 11, o presidente do Conselho do Fed, Jerome Powell, em depoimento ao Congresso disse que estava otimista que as questões da cadeia de suprimentos aliviariam este ano e ajudariam a reduzir a inflação.

Título e Texto: Redação, revista Oeste, 12-1-2022, 13h24

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-