quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Jair Bolsonaro no Jornal Nacional e no Jornal das 10, 28 de agosto



5 comentários:

  1. Toda vez que um jornalista tenta tripudiar conceitos libertários lógicos, perde.
    Não existe perfeição,.
    Até a Globo falha, Roubou 1,5 minutos de Bolsonaro, fugiu, pois, Tirou a palavra do entrevistado sem que seu tempo tivesse acabado.
    Pela primeira vez MITOU.

    ResponderExcluir
  2. COMO NESTA PAGINA, POR DEFERÊNCIA DO EDITOR, É LIVRE A MANIFESTAÇÃO POLÍTICA , CONFIRMO VOTO NULO!
    A CADA VEZ QUE OUÇO OS CANDIDATOS , TODOS, MAIS ME CONVENÇO!
    NEM QUE SEJA APENAS PARA DESOPILAR!
    OS COMENTADORES NAS REDES , BABAM OVOS, E MANIFESTAM SUA ATUAÇÃO NESTA ÓPERA BUFA, COMO ATORES CONTRATADOS, EEECCCAAAA!
    ELEJAM LOGO QUALQUER UM ,E ACABEM DE VEZ COM ESTA PANTOMINA.
    PAIZOTE

    ResponderExcluir
  3. Acabo de assistir à entrevista ao Jornal Nacional. Nem reparei se o entrevistado se saiu bem ou mal, o que, mais uma vez, vi e ouvi foi uma dupla de militantes da extrema-esquerda fazendo “perguntas” ao candidato. O que não me surpreendeu, pois já disse e escrevi por aqui, várias vezes, que o jornalismo foi tomado por militantes de extrema-esquerda, tipo PSOL, Bloco de Esquerda (Portugal), France Insoumise, Partido Democrata e etc... (assim como os sindicatos pelos partidos comunistas).
    Todos partidos SEM votos!

    Como não têm mais proletários para “defender”, porque os proletários querem mais é subir na vida, criaram (criam todo o santo dia) minorias oprimidas e atacadas por nojentos homens hétero, todos brancos. Então, é um tal de ‘perguntar’ se o candidato vai defender essas minorias dos ataques diários.

    Sabe?, morre uma mulher na cidade de Deus, vítima de bandidos, os jornalistas titulam: “Mulher morre vítima de tiroteio.”

    No dia seguinte descobrem que a mulher era negra, aí a manchete muda: “Mulher negra morre vítima de crime de racismo.”

    Dois dias depois, sabe-se que o bandido que atirou na mulher era negro, a manchete não muda nada.

    Mas, ao cabo de três dias, a prima revela que a mulher era lésbica. Aí, é um Deus nos acuda. As manchetes: “Mulher negra é vitima de crime racista e homofóbico”; “racistas matam mulher negra”; “crimes de racismo aumentam no Rio de Janeiro”; “O Instituto Xis mais Ipsilon revelou que os crimes homofóbicos tiveram um significativo aumento”... É isso!

    A maioria da população (onde me incluo) está de saco cheio!!

    Agora, vou assistir à entrevista ao Jornal das 10. Por dever de ofício.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti. Que diferença!! Nada se falou sobre as (enormes) causas populares dp PSOL, PSTU, PCO...

      Excluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-