quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Jair Bolsonaro no Jornal Nacional e no Jornal das 10, 28 de agosto



5 comentários:

  1. Toda vez que um jornalista tenta tripudiar conceitos libertários lógicos, perde.
    Não existe perfeição,.
    Até a Globo falha, Roubou 1,5 minutos de Bolsonaro, fugiu, pois, Tirou a palavra do entrevistado sem que seu tempo tivesse acabado.
    Pela primeira vez MITOU.

    ResponderExcluir
  2. COMO NESTA PAGINA, POR DEFERÊNCIA DO EDITOR, É LIVRE A MANIFESTAÇÃO POLÍTICA , CONFIRMO VOTO NULO!
    A CADA VEZ QUE OUÇO OS CANDIDATOS , TODOS, MAIS ME CONVENÇO!
    NEM QUE SEJA APENAS PARA DESOPILAR!
    OS COMENTADORES NAS REDES , BABAM OVOS, E MANIFESTAM SUA ATUAÇÃO NESTA ÓPERA BUFA, COMO ATORES CONTRATADOS, EEECCCAAAA!
    ELEJAM LOGO QUALQUER UM ,E ACABEM DE VEZ COM ESTA PANTOMINA.
    PAIZOTE

    ResponderExcluir
  3. Acabo de assistir à entrevista ao Jornal Nacional. Nem reparei se o entrevistado se saiu bem ou mal, o que, mais uma vez, vi e ouvi foi uma dupla de militantes da extrema-esquerda fazendo “perguntas” ao candidato. O que não me surpreendeu, pois já disse e escrevi por aqui, várias vezes, que o jornalismo foi tomado por militantes de extrema-esquerda, tipo PSOL, Bloco de Esquerda (Portugal), France Insoumise, Partido Democrata e etc... (assim como os sindicatos pelos partidos comunistas).
    Todos partidos SEM votos!

    Como não têm mais proletários para “defender”, porque os proletários querem mais é subir na vida, criaram (criam todo o santo dia) minorias oprimidas e atacadas por nojentos homens hétero, todos brancos. Então, é um tal de ‘perguntar’ se o candidato vai defender essas minorias dos ataques diários.

    Sabe?, morre uma mulher na cidade de Deus, vítima de bandidos, os jornalistas titulam: “Mulher morre vítima de tiroteio.”

    No dia seguinte descobrem que a mulher era negra, aí a manchete muda: “Mulher negra morre vítima de crime de racismo.”

    Dois dias depois, sabe-se que o bandido que atirou na mulher era negro, a manchete não muda nada.

    Mas, ao cabo de três dias, a prima revela que a mulher era lésbica. Aí, é um Deus nos acuda. As manchetes: “Mulher negra é vitima de crime racista e homofóbico”; “racistas matam mulher negra”; “crimes de racismo aumentam no Rio de Janeiro”; “O Instituto Xis mais Ipsilon revelou que os crimes homofóbicos tiveram um significativo aumento”... É isso!

    A maioria da população (onde me incluo) está de saco cheio!!

    Agora, vou assistir à entrevista ao Jornal das 10. Por dever de ofício.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti. Que diferença!! Nada se falou sobre as (enormes) causas populares dp PSOL, PSTU, PCO...

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-