terça-feira, 30 de novembro de 2021

Inflação na Europa atinge maior nível em 25 anos

A taxa foi pressionada pelos custos mais altos com a energia e os problemas na cadeia de abastecimento

Guilherme Lopes

A inflação dos preços ao consumidor na zona do euro atingiu em novembro a maior alta em 25 anos. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 30.

Foto: Sascha Steinbach

A inflação plena ficou em 4,9% no mês, em comparação com o mesmo período de 2020. Essa taxa veio acima da previsão e maior que a registrada no mês anterior que foi de 4,1%.

Os preços ao consumidor subiram mais uma vez na zona do euro pressionados pelos custos mais altos da energia e os problemas envolvendo a cadeia de abastecimento.

Os dados no velho continente chegam em um momento em que a Europa volta a adotar medidas de restrição por causa do aumento de casos de covid-19.

Nas últimas semanas, Holanda e a Alemanha implantaram novas restrições. A Áustria e a Eslováquia determinaram lockdown. Se as medidas continuarem se espalhando, os economistas acreditam que podem pesar na produção e ampliar os gargalos na cadeia de abastecimento.

Na Alemanha — um país historicamente com medo de inflação alta — a taxa atingiu a maior elevação em 29 anos em novembro. Um aumento de 6% em comparação com o ano anterior. A tendência é a mesma na França, onde a taxa atingiu 3,4% em novembro, a maior desde 2008.

Segundo os analistas ouvidos pela agência Reuters, daqui para a frente é necessário entender como o Banco Central Europeu vai conciliar a alta na inflação com a incerteza sobre a pandemia.

Título e Texto: Guilherme Lopes, revista OESTE, 30-11-2021, 8h30

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-