quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Bracarense do Leblon vira Patrimônio Cultural do Rio

Tradicional bar da Zona Sul é o 29º a integrar o Circuito dos Botequins da Cidade, que tem como objetivo homenagear os espaços boêmios do Rio

Altair Alves

Um dos botequins mais charmosos e tradicionais do Rio acaba de virar Patrimônio Cultural Carioca. O Bracarense do Leblon, carinhosamente chamado de “Braca”, vai receber nesta quinta-feira (25/11) a honraria do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH). Informação foi dada pelo jornalista Ancelmo Gois.

Foto: Cláudio Lara

Com o título, o Bracarense passa a ser o 29º bar a integrar o Circuito dos Botequins da cidade, que segundo a prefeitura, tem o objetivo de “identificar os locais característicos e tradicionais da boemia, afirmando o significado destes locais para a cultura carioca”.

Na semana passada, o Amarelinho da Cinelândia recebeu a placa de patrimônio carioca. Em setembro, o icônico Bar da Portuguesa, em Ramos, na Zona Norte do Rio, também foi agraciado com o reconhecimento.

Inaugurado em 1961, o Bracarense já teve como clientes ilustres o escritor João Ubaldo Ribeiro e compositor Tom Jobim. O empreendimento foi inaugurado pelo português Arnaldo Tomé, e o prédio onde está localizado é imóvel preservado.

Título e Texto: Altair Alves, Diáriodo Rio, 25-11-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-