quarta-feira, 30 de novembro de 2022

Idiotas ou defensores da liberdade?

Telmo Azevedo Fernandes

As manifestações na China contra as restrições impostas pelo governo chinês a pretexto do suposto combate à covid19 têm vindo a ser apresentadas em Portugal como eventos de grande mérito e coragem e vistos como acontecimentos louváveis em defesa da liberdade das pessoas e dos direitos humanos. Há quem faça até o paralelo com os chineses que em 1989 protestaram em massa por liberdade e democracia na Praça Tiananmen em Pequim (ver vídeo aos 35s).

Mas há um ano, em novembro de 2021, por toda a Europa também houve protestos populares com os mesmos propósitos de lutar contra as restrições e imposições a pretexto da covid19, mas nessa altura os acontecimentos foram vistos como manifestações de negacionistas, chalupas ou idiotas. Ora veja o que dizia o ano passado o primeiro-ministro holandês, o nosso bonacheirão João Soares, ou o decano fariseu Paulo Portas no vídeo aos 2m14s.

Em 2022 as manifestações na China são virtuosas e incentivadas.

Em 2021, a comissão europeia contemporizava com a ideia de limitar manifestações e o pequeno alcoviteiro do regime Marques Mendes dizia sem nojo de si próprio ser contra a obrigatoriedade da vacinação das pessoas desde que estas se vacinassem voluntariamente. Já quem optasse por não se vacinar teria a liberdade de ser obrigatoriamente injetado a mando do estado (ver vídeo aos 3m46s)

A verdade é aborrecida de lembrar, mas enquanto se continuar a tentar reescrever a história dos últimos três anos passando um pano por cima de todos os crimes contra a liberdade, não aprenderemos nada e erros tremendos idênticos serão cometidos no futuro.

A minha crónica de hoje, completa aqui:

Título e Texto: Telmo Azevedo Fernandes, Blasfémias, 30-11-2022  

Como as MANIFESTAÇÕES no Brasil (incluindo um antológico dia 7 de setembro de 2021) e as atuais (desde o dia  1º de novembro de 2022) que, simplesmente IGNORADAS, quando “informadas”, são chamadas de atos antidemocráticos, de golpistas, de fascistas e o cacete a quatro!        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-