terça-feira, 15 de novembro de 2022

TAP condenada a pagar mais de 122 milhões de euros nos EUA por voos cancelados

Companhia aérea portuguesa, Avianca, Air India, El Al, Aeromexico e Frontier integram o conjunto de seis empresas do setor de aviação civil condenadas pelas autoridades americanas.

A TAP vai ter de pagar mais de 122 milhões de euros em reembolsos por voos cancelados nos EUA anunciou, esta segunda-feira, o Departamento de Transportes dos Estados Unidos América. 

Reuters avançou que o Departamento Transportes dos EUA disse que seis companhias aéreas terão de pagar mais de sete mihões de euros em multas e mais de 602 milhões de euros em reembolsos a passageiros. 

A companhia aérea portuguesa é uma das seis sancionadas pelos EUA, de forma a compensar "milhares de passageiros com voos cancelados ou alterados de forma significativa", afirmou o secretário dos Transportes, Pete Buttigieg.  

As maiores companhias aéreas dos EUA, que respondem pela maior parte das reclamações relativas a reembolsos, evitaram multas e uma fonte das autoridades federais disse que nenhuma outra operadora norte-americana está a ser investigada por possíveis multas.

Os consumidores inundaram a agência com milhares de reclamações por não conseguirem reembolsos quando as companhias aéreas cancelaram um grande número de voos após a pandemia chegar aos Estados Unidos, no início de 2020. Esta foi, de longe, a principal categoria das reclamações.

"Quando os americanos compram um bilhete numa companhia aérea, esperam chegar ao nosso destino com segurança, confiabilidade e economia, e nosso trabalho é responsabilizar as companhias aéreas por essas expectativas", disse o secretário dos Transportes, Pete Buttigieg. 

O secretário dos transportes norte-americano, Pete Buttigieg, disse que a Air India será obrigada a pagará 117 milhões de euros em reembolsos, enquanto a companhia aérea Frontier Airlines pagará uma multa superior a dois milhões de euros e mais 215 milhões de euros em devoluções. 

A TAP juntamente com Avianca, Air India, El Al, Aeromexico e Frontier integra o conjunto de seis empresas do setor de aviação civil condenadas pelas autoridades americanas a reembolsar milhares de passageiros com voos cancelados, muitos durante a pandemia.

Texto: Reuters, Correio da Manhã e Lusa, 15-11-2022, 8h27

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-