quinta-feira, 19 de janeiro de 2023

Ex-GSI, general sobe o tom com Lula e fala em ‘covardia’

Militar respondeu a declarações do presidente

O general Sérgio Etchegoyen [foto], ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) durante o governo Temer, subiu o tom com o presidente Lula, durante uma entrevista realizada na terça-feira 17, pelo programa gaúcho Pampa Debates.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Para Etchegoyen, a declaração do petista, segundo a qual “perdeu a confiança” em parte das Forças Armadas, demonstra “profunda covardia”.

Segundo Etchegoyen, Lula sabe que os generais não vão convocar a imprensa para responder à ofensa. “Ele sabe que ninguém vai contestar o que ele está dizendo”, observou o militar. “Ou seja, é a velha técnica de procurar culpados.”

“Passado o triste episódio do dia 8 de janeiro, o presidente Lula, comandante supremo das Forças Armadas, dá uma declaração à imprensa de que não confia nas Forças Armadas”, lembrou o general Etchegoyen. “Como é que se pacifica o país a partir daí? Como é que se pacificam as Forças Armadas, que são uma instituição de Estado com a qual os governos do PT conviveram por 16 anos?”

O general Etchegoyen chefiou o GSI entre 2016 e 2019. O órgão é responsável direto pela segurança do presidente. Lula escolheu permanecer com a segurança da Polícia Federal, por desconfiança com os militares lotados no GSI.

Título e Texto: Redação, Revista Oeste, 19-1-2023, 6h40 

2 comentários:

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-