quinta-feira, 17 de junho de 2021

Em almoço com empresários no Rio, Bolsonaro diz que não errou sobre a pandemia

Presidente esteve na Barra da Tijuca nesta quinta-feira

Felipe Lucena

Organizado pela Associação de Supermercados do Estado (Asserj), o almoço, que foi realizado nesta quinta-feira, 17, em um hotel na Barra da Tijuca, contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), empresários do Rio de Janeiro e com o governador Cláudio Castro (PL). Quando falou aos presentes, Bolsonaro, entre outros assuntos, disse que não errou em nada sobre a pandemia causada pelo Coronavírus.

Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão

“Não errei em nenhuma das minhas posições sobre esta pandemia”, afirmou o presidente.

Jair Bolsonaro criticou, ainda, medidas tomadas por prefeitos e governadores de todo o país. “A política do fique em casa e toque de recolher levou 40 milhões de pessoas que viviam na informalidade quase que à miséria absoluta”.

Sobre a política econômica de seu governo, Bolsonaro declarou que “as estatais que tinham prejuízos de bilhões por ano agora dão lucros de bilhões por ano” e declarou também: “A economia voltou em V, como disse o Paulo Guedes“.

Referindo-se à geração de empregos, o presidente falou: “Terminamos 2020 com mais empregos formais do que o final de 2019 mesmo com a pandemia”.

O presidente fez um apelo aos donos de supermercados: “A inflação está muito agressiva nos produtos de primeira necessidade – nos ajudem a conter o preço daquilo que é básico para os mais pobres”.

Bolsonaro também se queixou da imprensa, dizendo que querem tirá-lo do poder e que seu governo é perseguido 24 horas por dia. E falou que: “Quase chegamos a um ponto da irreversibilidade, dentro do abismo do socialismo”.

Além do presidente e do governador, estiveram presentes nomes como José Isaac Peres, proprietário da Multiplan; Carlos Fernando de Carvalho, dono da construtora Carvalho Hosken; Rodolfo Landim, presidente do Flamengo; Antonio Queiroz, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado (Fecomércio); e Claudio André de Castro, diretor da Sérgio Castro Imóveis.

Título e Texto: Felipe Lucena, Diário do Rio, 17-6-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-