segunda-feira, 28 de junho de 2021

Gasolina com o preço mais alto desde 2012

Os preços dos combustíveis auto sofreram no início desta semana um novo agravamento, depois de na semana anterior o preço médio da gasolina simples ter já subido para 1,63 euros/litro 


Trata-se de um novo máximo em quase nove anos – registou o ‘Expresso’. “É preciso recuar a outubro de 2012 para encontrar preços médios mais altos: nessa altura este combustível chegou a 1,68 euros por litro”.

Segundo o semanário, porém, “a escalada pode não ficar por aqui, porque a cotação do petróleo tem continuado a subir, alimentada pela expectativa de recuperação económica global, com o que isso implica de reanimação da procura de produtos petrolíferos”.

Com efeito, o ‘brent’, que serve de referência para o mercado europeu, “ultrapassou os 74 dólares por barril na quarta-feira, alcançando o valor mais alto desde outubro de 2018, mês em que chegou aos 86 dólares. O atual patamar de preços do petróleo ainda está a alguma distância do máximo histórico de 2008 (cerca de 140 dólares por barril) e do período mais longo de preços especialmente altos: entre 2011 e 2014 o ‘brent’ foi negociado quase sempre acima dos 100 dólares por barril (chegando a 123 dólares em 2012).

60% de impostos

Para além do preço do barril, a carga fiscal que em Portugal agrava o custo da gasolina tem também sofrido agravamentos nos últimos anos. Segundo a Apetro (associação que representa as empresas petrolíferas em Portugal), citada pelo jornal, “apenas 26% do preço de venda ao público da gasolina resulta da sua cotação internacional, 4% é o custo de incorporar biocombustível, 10% são os custos da logística de distribuição e 60% são impostos. No gasóleo, a cotação pesa 29% no preço final, o biocombustível 7%, a logística 9% e os impostos 55%.

O preço-recorde da gasolina foi alcançado em abril de 2012, quando chegou a 1,73 euros por litro. O gasóleo teve o seu pico em setembro de 2012, com 1,50 euros por litro.

Portugal tem a quarta gasolina mais cara da União Europeia e o sexto preço mais alto no gasóleo, de acordo com o “Weekly Oil Bulletin” da Comissão Europeia.


 Espanha imbatível

Entretanto, segundo cálculos divulgados pelo ‘Jornal de Negócios’, atestar um carro com motor a gasolina ficou 20 cêntimos (+15%) mais caro por litro em 2021. “Se gastar 30 litros deste combustível por semana, e caso utilize postos de combustível em Portugal, estará a pagar mais 6 euros por semana face ao que gastaria no final do ano passado, o que dará um valor aproximado de 24 euros por mês adicionais”, indica o periódico. No caso do gasóleo simples, o preço por litro subiu mais de 15 cêntimos este ano, ou seja, 12%.

Os postos de abastecimento em Espanha continuam, assim, a ser uma aliciante alternativa para os portugueses que vivem ou trabalham perto da fronteira. Um depósito auto de 50 litros de gasolina custa em Portugal, em média, 81,5 euros, enquanto no país vizinho se fica pelos 59,5 (uma vantagem de 22 euros em cada depósito). Um automobilista que ateste o depósito uma vez por semana em Espanha poupará mais de 1.100 euros ao longo de um ano.

As redes sociais encheram-se esta semana de comentários a propósito das diferenças de preço entre Portugal e Espanha. A discrepância é ainda mais significativa no caso das botijas de gás butano: 13 euros em Espanha, 26 em Portugal. O dobro!

Título, Imagens e Texto: Jornal o Diabo, nº 2321, 25-6-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-