quinta-feira, 29 de dezembro de 2022

[Daqui e Dali] "Virar a casaca"

Humberto Pinho da Silva

Sempre que há uma revolução ou mudança de regime, parte dos cidadãos aproveitam a oportunidade de ascenderem socialmente ou ocuparem cargos bem remunerados.

O povo chama-os de vira-casacas. E não escassearam ao longo da História.

Mas, o que poucos sabem é quem foi Carlos Emanuel, Duque de Savóia e Rei da Sardenha, que ficou conhecido como Vira-Casaca. 

Na guerra entre Espanha e a França, esse titular, umas vezes apoiava a Espanha, outras vezes – consoante o interesse de ocasião – a França.

Para economizar na farda, mandou confecionar uma de duas faces: de um lado era branca, de outra, vermelha.

Se defendia a França, vestia o lado branco, se dava razão à Espanha, vesti-a do lado vermelho. Daqui nasceu a expressão: "É um vira-casaca!"

Viram a casaca, muitos intelectuais, na ânsia de receberem benesses; alguns meios de comunicação, na esperança de receberem subsídios; e simples empregados, para subirem na hierarquia da empresa.

Há também, quem vire a casaca por medo ou receio de perder emprego ou cargo de chefia.

Esses pobres diabos, merecem a nossa piedade. Compreendemos perfeitamente esse receio, porque, infelizmente, são frequentes os "saneamentos" em quase todos os países.

"Sanear" é a habilidade política de retirar o trabalhador do cargo que ocupa para dá-lo a familiar, amigo ou camarada de partido. Se não tiver competência, o remédio é colocar adjunto para executar a tarefa. É, foi, e será sempre assim.

Título e Texto: Humberto Pinho da Silva, dezembro de 2022

Anteriores: 
Achegas para um casamento feliz 
A ingratidão dos filhos 
Quem pertence à classe média? 
“Impávidos marotos” ou os cromos de Natal 
A propósito de um comentário no "Luso-Brasileiro" 
O meu Menino Jesus

Um comentário:

  1. Caro Humberto, assim são todos os LATRINOS. Veja que nosso luso herói brasileiríssimo TIRADENTES traiu Portugal, evidentemente seguido por Domingos Fernandes Calabar nascido em Porto Calvo na antiga capitania de Pernambuco que lutou pela primeira vez por Portugal contra a Holanda antes de mudar de lado e lutar pela Holanda. Ele acabou sendo capturado e executado pelos portugueses por traição ao Brasil. Ele lutou pela primeira vez por Portugal contra a Holanda antes de mudar de lado e lutar pela Holanda. Ele acabou sendo capturado e executado pelos portugueses por traição.
    As duas maiores potências do século XV perderam sua hegemonias para uma ilha situada ao norte da Europa.
    Nós latinos ou melhor retretas do mundo, somos desonestos com nós mesmos, todos sanitaristas do cotidiano de seus povos.
    Ainda bem que o Brasil não foi colonizado por espanhóis, pois, se assim fosse seríamos pelo menos mais 20 escrotas colônias socialistas da América do Sul.
    FELIZ 2027.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-