sexta-feira, 13 de janeiro de 2023

A senhora que acusou e não provou, adorou

A funcionária da Caixa Econômica Federal que denunciou por “assédio” (podia ter sido por “apalpação”, “desvio de olhar”, “insistência em omitir a crase”…) o então presidente da Caixa, Pedro Guimarães, denúncias até agora e até onde sei, não provadas, foi bem recompensada: é a presidente do banco público.

As denúncias contra Pedro Guimarães incluíam toques íntimos não autorizados, abordagens inadequadas e convites incompatíveis com a relação de trabalho. Os casos teriam acontecido, muitas vezes, em viagens relacionadas ao programa Caixa Mais Brasil.  

Maria Rita atuou como representante dos trabalhadores do banco e foi reeleita recentemente com 91% dos votos dos servidores. Ela chegou a declarar que o ex-presidente do banco estatal tinha o "foco de intimidá-la". 

A nova presidente Maria Serrano será a 4ª mulher a assumir o cargo na Caixa. Durante o seu discurso de posse, ela criticou os governos liberais que tentaram privatizar a Caixa Econômica e disse que vai pôr um fim a "gestão pelo medo" no banco, em referência às denúncias de assédio moral e sexual na instituição. Os escândalos levaram à saída do ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães. 

"A Caixa resistiu ao desmantelamento do patrimônio público e a avassaladora política de assédio e medo patrocinada pelo último governo através de seus representantes no comando do banco", disse. 

Maria Serrano prometeu também consolidar a Caixa como a maior prestadora de programas sociais, além de ampliar as parcerias do banco com estados e municípios, avançar em ações de inclusão social e tecnológica e investir em projetos culturais (?!)

"A nova Caixa nasce com compromisso com a reconstrução do país e a melhoria da qualidade de vida. Vamos reorganizar o banco para cumprir com excelência e ampliar parcerias com estados e municípios, além de promover a inclusão bancária da população", destacou a presidente. 

Nascida em Santo André (SP), Maria Rita Serrano é graduada em Estudos Sociais e em História, e é mestre em Administração. Com 33 anos de Caixa Econômica Federal, Rita Serrano era a atual representante dos empregados eleita para o Conselho de Administração do banco estatal, cargo que ocupava desde 2014. Entre 2006 e 2012, foi presidente do Sindicato dos Bancários do ABC Paulista e atualmente, era uma das líderes do movimento de defesa das empresas públicas.

"Tarefa dada, tarefa cumprida."

Um comentário:

  1. A senhora Maria Fumaça Serrano... deve ser respeitada. Afinal, reparem, é uma quase global. Tem porte de arma elegante, charme número 5,. Põe no bolso a feia da Marina Ruy Barbosa, a horrorosa da Bruna Marquezine, a espevitada Isis Valverde, a esquisita Klara Castanho, e outras mais. Feia é a Dercy Gonçalves, que só abre a boca para falar merda. Dercy morreu? Coitada! Olhando para a foto dela me lembra (dando uma Canja) me lembra a Carmem Miranda. Também morreu? Inezita Barroso? Ai também não!. Está mais para Marília Mendonça. O quê?...
    Carina
    Ca
    Sitio Shangri-La - Minas Gerais.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-