sexta-feira, 13 de janeiro de 2023

Prefeitura estoura depósito clandestino de ambulantes em Copacabana

Materiais eram armazenados em local insalubre, com presença de baratas, forte cheiro de urina e fezes de ratos

Estéfane de Magalhães

Secretaria de Ordem Pública (SEOP) e a Subprefeitura da Zona Sul realizaram na manhã desta sexta-feira, (13/1), uma operação de fiscalização em uma galeria que funcionava como depósito clandestino de mercadorias de ambulantes em Copacabana.

Na ação, foram apreendidas cerca de 10 toneladas de materiais diversos como diversas barraquinhas de cachorro-quente, lanches, bebidas, chapa para preparo de sanduíches com fezes de ratos, além de muito equipamento de ambulantes de praia. Todo o material estava armazenado de forma ilegal e em condições insalubres, com presença de baratas e grande cheiro de urina no local.

“O setor de inteligência da SEOP identificou um estabelecimento que funciona como depósito clandestino. Encontramos muito material, entre eles, mercadorias comestíveis e bebidas acondicionadas de forma totalmente inadequada, como mofo nas paredes, presença de baratas e odor de urina. Estamos trabalhando, tanto pela saúde da população, mas especialmente pela ordem pública no bairro de Copacabana”, destaca o Secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

Após algumas semanas de investigação do Setor de Inteligência da SEOP, os agentes notaram uma movimentação diária em uma galeria na Avenida Nossa Senhora de Copacabana e constataram a ação diária de ambulantes pela manhã e ao fim do dia, para pegar e deixar os materiais. De acordo com a investigação, o responsável pelo local cobrava uma quantia de R$500,00 por mês de cada ambulante para armazenar o material.

As ações de ordenamento em Copacabana são demandas constantes dos moradores locais para o bairro. Seguiremos atuando na organização dos espaços públicos”, ressalta o subprefeito da Zona Sul, Flavio Valle.

Também participaram da operação, agentes da Guarda Municipal, da Coordenadoria de Controle Urbano e do Rio+Seguro.

Título e Texto: Estéfane de Magalhães, Diário do Rio, 13-2023 
Fotos: Fábio Costa/Secretaria de Ordem Pública

Um comentário:

  1. As máquinas e demais cacarecos, a prefeitura levou. Soube, entretanto, que as Pipocas saíram pulando. Até agora, nenhuma foi presa.
    Carina
    Ca
    Sitio Shangri-La (Minas)

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-