terça-feira, 20 de abril de 2021

Desonra e vergonha


Alguns
pensamentos para meditarmos nesses dias onde o nonsense impera estendendo uma mão à desonra e a outra à vergonha


“Poucas coisas são tão fortes, tão difíceis de serem enfrentadas com êxito, como uma asneira que se tenha apoderado do espírito de grande número de homens”.
(Plinio Corrêa de Oliveira)

“Os imbecis são muito mais perigosos que os homens maus, pois estes descansam de sua maldade, enquanto aqueles nunca são capazes de abandonar a sua imbecilidade. Suponho ser por isto que não basta rir dos sintomas grotescos de nosso tempo. Suponho ser por isto que não devemos nos permitir desdenhá-los e nos omitir, pois os imbecis são perigosos e numerosos”.
(José Ortega y Gasset)

“Só a ignorância admitida e a indiferença toleram o reinado da mediocridade”.
(José de Alencar)

“O tambor faz muito barulho, mas é vazio por dentro”.
(Barão de Itararé)

“Eu cantei na escuridão; o meu cântico se ergueu nas sombras e foi o primeiro. É na noite que é belo acreditar na luz”.
(Edmond Rostand)

“A vida é curta demais para ser pequena”.
(Benjamin Disraeli)

ABIM, 20-4-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-