domingo, 25 de abril de 2021

[Versos de través] No meio do caminho

Carlos Drummond de Andrade








No meio do caminho tinha uma pedra 
Tinha uma pedra no meio do caminho 
Tinha uma pedra 
No meio do caminho tinha uma pedra. 
Nunca me esquecerei desse acontecimento 
Na vida de minhas retinas tão fatigadas. 
Nunca me esquecerei que no meio do caminho 
Tinha uma pedra 
Tinha uma pedra no meio do caminho
No meio do caminho tinha uma pedra.

Título e Texto: Carlos Drummond de Andrade

Anteriores: 
RX10 Futebol 
Se as penas com que Amor tão mal me trata 
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades 
Perseguição 
Se tanta pena tenho merecida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-