quarta-feira, 21 de abril de 2021

Vice-presidente do CFM reitera defesa da autonomia do médico

Resposta foi dada à senadora Kátia Abreu, que teceu críticas ao tratamento precoce contra a covid-19

Cristyan Costa

O vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Donizette Giamberardino Filho [foto], reafirmou que a entidade apoia a liberdade dos médicos. A fala foi uma resposta às críticas da senadora Kátia Abreu (PP-TO) ao tratamento precoce contra a covid-19. Segundo ela, o CFM se “omitiu” no que diz respeito à epidemia de coronavírus. Conforme Donizette, o CFM deu autorização fora da bula em situações individuais e com autonomia das duas partes. “A autonomia existe para outros tipos de medicações, e no tocante à cloroquina, e outros remédios alternativos, isso deve ser visto constantemente. Entendo que as posições do conselho, se foram de uma certa forma cautelosas, não gerando pânico, elas sempre cumpriram o seu dever”, disse o profissional da saúde.

Em 25 de março, o presidente do CFM, Mauro Ribeiro, informou que a instituição não condena, tampouco endossa, a utilização de drogas usadas com a finalidade de vencer o patógeno. Além disso, declarou que não é verdade a afirmação segundo a qual a terapêutica preventiva não funciona. “Infelizmente, certos assuntos foram proibidos. Essa história de que está estabelecido na literatura que o tratamento precoce não tem efeito na fase inicial é mentira”, observou, em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan. “Há trabalhos que mostram os benefícios [da terapêutica] na fase inicial, e outros, não. Essa é a realidade. Temos a relação dos trabalhos”, acrescentou o especialista. “Qual foi a nossa postura sobre o tratamento precoce? Deixar o médico definir o que é melhor para o paciente dele”.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 21-4-2021, 15h30

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-