quarta-feira, 21 de abril de 2021

[Foco no fosso] SUBJUGAÇÃO – parte 8 – guerras lucrativas

Haroldo Barboza

Quando o processo de “amaciar” legisladores encontra barreiras que retardam o objetivo de afundar as economias nativas de países possuidores de ricos insumos, as FFOO incrementam alguma guerra física (de pequeno porte para não estragar o terreno em demasia) entre o país alvo e algum vizinho igualmente paupérrimo.

O primeiro passo é gerar o motivo. Pode ser religioso, disputa por uma área de fronteira, uma “ofensa” a valores seculares ou uma “disputa comercial” pela manutenção de clientes antigos.

Com o tema devidamente aquecido, em menos de três meses as armas são vendidas aos dois lados (os mentores limpam seus estoques) e basta um grupo (de bandidos sem pátria, patrocinados) acender a centelha para que o conflito passe a produzir mortes diárias.

Depois de alguns milhares de cadáveres, a ONU entra em cena para “intermediar” o armistício e costurar os acordos para que os “generosos” financistas apresentem suas “ajudas” (a serem pagas em trinta anos) aos países agora esfacelados e prontos para receberem seus benfeitores de braços abertos e lágrimas de “gratidão”.

Simples assim.

A seguir: SUBJUGAÇÃO – parte 9 – esgotamento dos recursos naturais

Título e Texto: Haroldo Barboza, 21-4-2021

Anteriores: 
SUBJUGAÇÃO – parte 7 – falências controladas 
SUBJUGAÇÃO – parte 6 – consumo direcionado 
SUBJUGAÇÃO – parte 5 – mentes controladas (II) 
SUBJUGAÇÃO – parte 4 – mentes controladas (I) 
Informática x Poetrix 
SUBJUGAÇÃO – parte 3 – loteamento das nações 
SUBJUGAÇÃO – parte 2 – classes subalternas 
SUBJUGAÇÃO – parte 1 – mentores 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-