quinta-feira, 1 de abril de 2021

[Foco no fosso] SUBJUGAÇÃO - parte 1 - mentores

Haroldo Barboza

Certamente o planeta possui comando, caso contrário a humanidade já estaria exterminada ou restariam poucos habitantes (menos de 1.000.000?) reunidos e espalhados em pequenos grupos em volta da Terra. Não sabemos imaginar em que estágio de “conhecimento”. 

O grupo de comando, não gera registros passíveis de serem invadidos por hackers. Estimamos quase 4.000 pessoas, proprietárias de todas as riquezas disponíveis oriundas do comércio de armas, energia, remédios, bancos, transportes, comunicação, alimentação, construções e outras atividades menos votadas, mas rendosas. Só não possuem fôlego para lapidar suas riquezas (apenas gerenciá-las).

Por isto precisam das classes inferiores para o trabalho pesado e sujo. Enxergam o planeta como local para desenvolverem seus “produtos” e desfrutarem dos benefícios da Natureza. Para se manterem nas sombras, alimentam as imaginações de cientistas e pesquisadores em busca de 12 ou 15 possíveis grupos lendários (opus dei, templários e assemelhados). Até patrocinam filmes dirigidos neste sentido.

Criam guerras e acordos de paz, subidas e descidas de ações, importações e exportações globais subidas e descidas de taxas cambiais para manterem o equilíbrio de suas posses. Conduzem o foco da imprensa para fatos afastados de seus reais objetivos.

Decidem quem serão os eleitos para comandarem as “nações independentes”. São hábeis em esconderem suas reuniões, decisões e seus segredos que sendo expostos, podem criar uma desordem mundial indesejável. Permitem que chamemos tal legião de “forças ocultas”. Vamos batizar a sigla FFOO. 

A seguir: SUBJUGAÇÃO - parte 2 - “classes” inferiores

Título e Texto: Haroldo Barboza, 31-3-2021

Anteriores: 
Quem aceitaria? 
Câmera não enxerga covid 
A quarta onda está chegando 
Compre ampolas 
Meio ralo 
Parente da cloroquina? 
Cartela quase cheia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-