sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Sem citar nomes, Gilmar afirma que ‘demonizou-se o poder para apoderar-se dele’

Fala do ministro ocorreu no momento em que Deltan Dallagnol deixou o MPF e Sergio Moro anunciou filiação ao Podemos

Cristyan Costa

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes lembrou nesta sexta-feira, 5, que vem alertando sobre a “politização da persecução penal” — um procedimento de duas fases, a investigação criminal e o processo penal. O texto foi publicado um dia depois de o ex-coordenador da Lava Jato Deltan Dallagnol deixar o Ministério Público Federal.

“A seletividade, os métodos de investigações e vazamentos: tudo convergia para um propósito claro — e político, como hoje se revela. Demonizou-se o poder para apoderar-se dele”, afirmou o juiz do STF, em publicação no Twitter. “A receita estava pronta.” Outro símbolo da operação, o ex-juiz Sergio Moro, vai se filiar ao Podemos na próxima quarta-feira.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista OESTE, 5-11-2021, 12h01

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-