domingo, 13 de março de 2022

[Antigamente] Objetos d'antanho

 



Anteriores: 
Cassio 
Sítio do pica-pau amarelo 
[Antigamente] Quem (não) usou? 
Viaduto do Chá, 1958 
Pelada na rua 
Amaral Netto – O Repórter 

4 comentários:

  1. Por ordem.

    Cassetes de vídeo: tenho umas dezenas aqui em casa com gravações da televisão, e até alguns filmes que comprei nesse formato. Quando os DVDs se começaram a vulgarizar, era barato comprar filmes em VHS na Fnac. É certo que a qualidade de imagem não se compara com a de um DVD, mas como a minha televisão ainda é de tubo, não parece tão mau assim.

    Leitor de vídeo: tenho um aqui em casa, e outro que trouxe da arrecadação de um cliente para quando o primeiro avariar. É nele que vejo as cassetes mencionadas acima.

    Disquete de 3,5": sem surpresa, tenho algumas caixas delas aqui. Melhor ainda: tenho algumas disquetes de 5,25", daquelas flexíveis. Quando quero dizer algo "no meu tempo", costumo dizer que no meu tempo as disquetes eram tão caras que ainda as podíamos comprar à unidade, em vez de à caixa. No meu tempo, também, uma disquete tinha tanto espaço disponível que podia ter nela um sistema operativo e ainda espaço para ficheiros.

    Ponhamos a coisa em perspectiva: um disco de 1TB tem o espaço equivalente a quase 700.000 disquetes...

    Cassete de áudio: tenho uma dúzia delas aqui em casa. Leitor é que nem por isso, pois os da minha aparelhagem Sony avariaram há anos e nunca tive vontade de os mandar arranjar. Podia ouvi-las no leitor que uso para o meu Timex (clone do Spectrum), mas o som não é bem a mesma coisa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, me permita, a sua televisão (que tem em seu domicílio) é de tubo??

      Excluir
    2. É sim, de tubo (CRT), não de "tubos" (válvulas), caso tenha ficado com essa impressão :)

      A minha televisão é uma Samsung que não me recordo se a comprei já neste milénio ou se ainda no milénio passado. Se a podia ter substituído por uma mais moderna? Sim, podia, mas eu devo ser um caso raro de informático que não gosta de substituir aparelhos que funcionam bem só por causa das "novidades técnicas" nos mais recentes. E tenho que reconhecer: esta televisão já tem pelo menos 20 anos e nunca deu o mais pequeno problema.

      Excluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-