terça-feira, 6 de abril de 2021

Deputada lança abaixo-assinado para pressionar pela volta das aulas presenciais (Adivinhe quem entrou na Justiça!)

'Talvez o juiz que fechou escolas tenha babá que chegue de BRT lotado para cuidar dos seus filhos', critica deputada estadual Adriana Balthazar

Quintino Gomes Freire

A deputada estadual Adriana Balthazar (Novo) [foto] lançou, na noite desta segunda-feira (05/04), um abaixo-assinado online para pressionar pela aprovação, em regime de urgência, de um projeto de lei que torna as escolas como atividades essenciais em todo o estado. A medida visa impedir que decisões judiciais impeçam o funcionamento presencial de unidades da rede pública e privada de educação.

Foto: Cleomir Tavares/Diário do Rio

A gente não pode continuar aceitando a politização e judicialização da pandemia. Milhares de crianças já estava saindo para ir às aulas, pais e profissionais tinham se planejado. Não pode um juiz, no meio da noite, definir se as escolas vão ou não voltar, indo contra a decisão de um prefeito eleito pela população”, criticou Adriana Balthazar.

O retorno presencial às salas de aula estava previsto para esta segunda-feira, mas o juiz Roberto Câmara Lace Brandão, do Plantão Judiciário, suspendeu o retorno de creches e escolas públicas atendendo a um pedido de ação popular assinada por um grupo de vereadores e deputados do PT e PSol. A Prefeitura já informou que vai recorrer.

Talvez o juiz que fechou as escolas tenha uma babá que chegue de BRT lotado para cuidar de seus filhos, mas isso não é uma realidade do povo brasileiro. E as pessoas que trabalham em atividades essenciais, o que fazem com seus filhos?”, questionou a deputada.

Ao repetir a fala do prefeito Eduardo Paes, de que “a escola tem que ser a primeira a abrir e a última a fechar”, Adriana Balthazar argumenta que as unidades com capacidade de cumprir os protocolos sanitários contra a Covid-19 devem abrir e deixar a critério dos pais a decisão de levarem ou não seus filhos.

Título e Texto: Quintino Gomes Freire, Diário do Rio, 5-4-2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-