domingo, 25 de julho de 2021

FC Porto bateu o Lille por 2-0 no primeiro teste da nova temporada

A versão 2021/22 do FC Porto apresentou-se a bom nível no Estádio do Algarve. No primeiro jogo de preparação do estágio no Sul de Portugal, os azuis e brancos derrotaram o Lille por 2-0 e deram excelentes indicações para a época que se avizinha. De regresso a uma casa que tão bem conhecem, Bruno Costa e Fernando Andrade fizeram o gosto ao pé e selaram uma merecida vitória diante do campeão francês.

Com Diogo Costa, João Mário, Mbemba, Marcano, Sérgio Oliveira, Bruno Costa, Otávio, Pepê, Mehdi Taremi e Toni Martínez de início, foi mesmo este último quem se criou perigo pela primeira vez, na sequência de um canto cobrado pelo capitão Sérgio Oliveira. Ao segundo poste, o avançado espanhol cabeceou rente ao ferro gaulês. Em jeito de resposta, um grande remate cruzado de Luiz Araújo, sobre a direita, acabou por ser travado com estrondo pelo travessão portista. Cinco minutos volvidos, saiu da bota de Sérgio Oliveira o primeiro remate enquadrado azul e branco. Do outro lado, Diogo Costa ia recolhendo com segurança todas as tentativas de golo do Lille.

De regresso das cabines para a etapa complementar, os vencedores da última edição da Ligue 1 fizeram meia dúzia de alterações e os Dragões mantiveram os mesmos onze. Ao minuto 53, uma grande arrancada de João Mário sobre o flanco direito culminou num cruzamento para o coração da área. Toni Martínez ainda tentou faturar de primeira, mas o 1-0 para o FC Porto viria a ter a assinatura de Bruno Costa, na recarga. Antes da hora de jogo, Pepe, Diogo Leite, Fábio Vieira, Fernando Andrade e Evanilson renderam Mbemba, Marcano, Pepê, Toni Martínez e Mehdi Taremi. Já dentro do derradeiro quarto de hora, Otávio sofreu falta a meio-campo, mas deu seguimento à jogada. Depois de galgar metros pela esquerda, o 25 portista soltou em Fernando Andrade, que correspondeu ao excelente passe com uma excelente finalização, dilatando para dois golos a vantagem dos da Invicta. De seguida, Sérgio Conceição fez entrar Nanu, Zaidu, Vítor Ferreira e Francisco Conceição para os lugares de João Mário - protagonista de uma bela exibição dos dois lados do campo -, Wilson Manafá, Sérgio Oliveira e Otávio. Perto do apito final, Romário Baró foi lançado para a posição ocupada por Bruno Costa, o último resistente da equipa titular.

Segue-se novo embate de preparação em terras algarvias, desta feita diante de um conjunto orientado por José Mourinho. O Estádio da Bela Vista, em Lagoa, será palco do FC Porto-Roma a partir das 20h00 da próxima quarta-feira, dia 28 de julho. O encontro entre portuenses e romanos terá transmissão em direto e em exclusivo na FC Porto TV e no Porto Canal.

Fonte: FC Porto, 25-1-2021, 21h43

Um comentário:

  1. “Bês” portistas venceram o Badajoz (1-0) na final da prova
    A equipa B do FC Porto garantiu a conquista do Troféu Luis Bermejo com uma vitória pela margem mínima em Badajoz. Frente ao conjunto da casa, os jovens Dragões impuseram-se por 1-0 e sagraram-se vencedores da 34.ª edição do quadrangular de pré-temporada. O golo solitário de Samba Koné – o grande destaque da prova – foi suficiente para selar o segundo triunfo do fim de semana em Espanha.

    Com Ricardo Silva, Tomás Esteves, João Marcelo, Zé Pedro, João Mendes, Mor Ndiaye, Bernardo Folha, Samba Koné, João Peglow, Gonçalo Borges e Danny Loader de início, o FC Porto B impôs-se desde cedo e foi Samba Koné quem transpôs para o marcador a superioridade azul e branca. Na sequência de um canto cobrado por João Peglow, o centrocampista maliano impôs-se pelo ar e cabeceou para o fundo das redes do Badajoz.

    No decorrer do primeiro tempo, os “bês” portistas dispuseram de três situações de perigo: duas de Peglow, que chegou a ter o golo nos pés, e outra de Danny Loader. O brasileiro, recém-chegado à Invicta, esteve em particular evidência na noite deste domingo, juntamente com Bernardo Folha e Samba Koné, que saiu lesionado de uma partida em que António Folha ainda chamou à ação os suplentes Levi Faustino, Romain Correia, Vasco Sousa, Silvestre Varela e Sebastian Soto. A quinze minutos do final, e num segundo tempo parco em oportunidades de golo, os Lobos testaram Ricardo Silva pela primeira vez, mas o resultado (1-0) não viria a sofrer qualquer alteração até ao apito final.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-