quarta-feira, 17 de novembro de 2021

A incompetência da ‘Gestão Salgado’ envergonha o vascaíno

O Vasco da Gama vive a pior fase da sua história, disputando pela 2ª vez consecutiva a Série B do Campeonato Brasileiro

Tauan Montalvão

O Vasco da Gama passa o maior vexame da sua história e isso não é por acaso. Desde que o presidente Jorge Salgado [foto] assumiu o Clube, o que é notável é uma venda barata de imagem positiva, sendo que na verdade a situação do Clube a cada dia mais se deteriora.

Logo após o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro, o discurso de Salgado e do seu fiel escudeiro, Alexandre Pássaro, demitido recentemente sob grande pressão da torcida e de aliados do presidente, era de priorizar a Série B.

O ‘focar na Série B’ custou ao Vasco uma campanha dramática no Campeonato Carioca, no qual o time não conseguiu nem mesmo ficar entre os quatro primeiros melhores na competição estadual. Por aí já era possível imaginar como seria a Série B, porém mesmo assim a diretoria fez vista grossa e não investiu em contratações.

A insistência do então técnico da equipe, Marcelo Cabo, em um elenco que não condiz com a grandeza do Vasco fizeram o Operário-PR ‘tirar onda’, já na estreia da competição, vencendo por 3×0 em São Januário. Ou seja, as ‘desculpas’ para os péssimos jogos no Estadual, de que o time estava se encaixando para a Série B, caíram por terra, e assim seguiu o Vasco apostando na sorte.

Em entrevista coletiva já na reta final da competição, Jorge Salgado comentou a possibilidade de o time permanecer no 2º escalão por mais uma temporada. Ali foi a imagem ideal do conformismo, quando ele projetou o acesso no ano seguinte, como se a 2ª divisão fosse o lugar conforto para o Cruzmaltino.

A quase certeza do fracasso veio na derrota para o Botafogo por 4×0 no dia 07 de novembro, também no Estádio de São Januário, que infelizmente não mete medo mais em ninguém. Poucos dias depois veio o ‘tiro de misericórdia’, na derrota por 3×0 para o Vitória, confirmando a permanência do Gigante da Colina na Série B. Pobre vascaíno!

Vergonha! Esse é o sentimento do torcedor não somente pelo time não conseguir retornar à elite do futebol nacional, e sim por ver a equipe em campo errando passes de cinco metros. Vergonha por ver crias da base jogando como se estivesse em outro planeta e além disso ver uma diretoria que não passa segurança sobre o futuro do Clube.

Enquanto isso milhões de torcedores sofrem, e o problema principal é que desde o dia 22 de janeiro de 2021 quando Jorge Salgado foi empossado presidente do Clube, ele pouco se manifesta sobre sua gestão pífia, mas quando há três vitórias seguidas a ‘Vasmídia’ entra em ação com campanhas ‘mirabolantes’ que não acrescentam nada no futebol.

Aguardamos os próximos capítulos da austeridade que em outras palavras pode-se dizer mediocridade.

Título e Texto: Tauan Montalvão, Vasco Notícias, 16-11-2021, 10h16

Relacionados: 
Especulado no Vasco, António Oliveira tem vontade de voltar ao futebol brasileiro 
Vasco chega a um mês sem vencer na Série B 
Dorival Júnior não descarta volta ao Vasco, mas avisa: ‘Não estou me oferecendo’

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-