domingo, 14 de novembro de 2021

Ausência de Taremi discutida no parlamento do Irão

Pedro Cadima

A exclusão de Taremi da seleção do Irão não deixa de fazer ruído no país, numa controvérsia que promete novos capítulos. Dragan Skocic passou a ser um treinador em cheque pela decisão de não contar com o avançado do FC Porto para os jogos com Líbano e Síria. O croata está ser escrutinado a cada jogo e os críticos são muitos.

Este sábado também um deputado do parlamento iraniano, pertencente ao círculo de Bushehr, cidade-natal de Taremi, marcou a sua apreensão pela situação, reclamando que a Federação seja capaz de resolver rapidamente o caso e pôr água na fervura no clima de tensão. «Deve voltar à seleção quanto antes, por ser uma das maiores figuras do país e do futebol asiático», disse o deputado, garantindo que está em estreitas conversações com a Federação iraniana, prometendo intervir no parlamento na segunda-feira e desafiar esclarecimentos mais céleres do Ministro do Desporto.

Defendido por grandes personalidades como Ali Daei, Ali Karimi e Khodadad Azizi, Taremi suavizou o alegado braço de ferro com Skocic ao parabenizar a equipa pela vitória sobre o Líbano, alcançada apenas com dois golos no período de compensação, que levaram o deputado a argumentar que o próprio técnico já terá ficado arrependido da decisão de não convocar Taremi, quando convivia com uma iminente derrota no Líbano. «Todos sentiram o vazio de não estar Taremi em campo», acrescentou.

Título e Texto: Pedro Cadima, A Bola, 13-11-2021, 21h50

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-