sábado, 6 de novembro de 2021

[Aparecido rasga o verbo] Marília Mendonça e a distância que nos foi imposta

Aparecido Raimundo de Souza

O BRASIL INTEIRO, de norte a sul, de leste a oeste, ficou triste e de luto. Um luto pesado, fechado, impenetrável. Vítima de acidente aéreo, acontecido ontem, sexta-feira, 5 de outubro, na Serra de Caratinga, ou mais precisamente em Piedade de Caratinga, em Caratinga, cidade do interior das Minas Gerais, nos deixou enlutados e na sofrência. Quem nos deixou assim? Não outra, senão MARÍLIA MENDONÇA.

Esta jovem tímida e carismática, brilhante e sedutora, usque cantora de voz inconfundível, nasceu MARIA DIAS MENDONÇA, natural do município de Cristianópolis, Estado de Goiás, onde veio ao mundo aos 22 de julho de 1995.  Na flor magnânima dos 26 anos, a cantora, compositora e instrumentista se tornou uma das maiores intérpretes do cancioneiro brasileiro.

Em tempo escasso, se transformou num dos principais ícones do seguimento sertanejo, inclusive, com repercussões internacionais. Alçada ao posto merecido de ‘A Patroa, Rainha do Feminejo’, não só pelas letras de suas músicas rotuladas de fortes emoções e muitas ‘dores de corno e de cotovelo’ para dar e vender, e, principalmente, pelo vigoroso empoderamento feminino, a cristianopolina e, claro, a filha mais querida da sua cidade natal, em tempo  mínimo se tornou e se firmou uma artista gigantesca, soltando seu vozeirão, de modo simples, sedimentando o amor as dores, as saudades e as desilusões de todos os corações que viviam (ou que ainda viverão por muitos anos) algum tipo de mágoa não curada, ou dissabores como feridas abertas e não cicatrizadas.

Maria Mendonça, a insubstituível, parte do meio de nós, deixando a sua mãe, dona Ruth Dias, de 53 anos e um filho (o Léo Dias Mendonça Huff), de um ano e dez meses, do relacionamento com o cantor e compositor sertanejo Murilo Huff. Marília Mendonça começou a carreira como compositora, gravando canções com artistas famosos, como João Neto e Frederico, Wesley Safadão, Henrique e Juliano, Jorge e Mateus, entre outros.

Em 2015 gravou o primeiro DVD, ‘Ao vivo em Goiânia’, que lhe abriu dezenas de portas para que se tornasse, sem sombra de dúvidas, a definitiva ‘Rainha da Sofrência’. Nesse DVD, a canção ‘Infiel’ veio a ser uma das mais executadas e tocadas nas rádios de todo o país no ano de 2016. Além dela, faleceram, na aeronave acidentada, o piloto Geraldo Martins de Medeiros Junior, o copiloto Tarcísio Pessoa Viana, o produtor-geral Henrique Ribeiro e o seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho.

Seu velório está previsto para acontecer aqui na Arena Goiânia, daqui a pouco, a partir das 9 horas desta manhã de sábado, 6, com a presença de mais de cem mil pessoas. O sepultamento será levado a efeito, no final da tarde, às 17 horas e 30 minutos no Cemitério Parque Memorial.  Além dos fãs, amigos e simpatizantes da cantora, muitos artistas que trabalharam com ela, se farão presentes para o derradeiro adeus.


OUTROS SUCESSOS DA CANTORA: ‘Graveto’, ‘De Quem é a Culpa?’, ‘Supera’, ‘Vira Homem’, ‘Apaixonadinha’, ‘Todo Mundo Vai Sofrer’, ‘Ausência’, ‘Perto de Você’, ‘A Culpa é Dele’, ‘Sem Sal’, ‘Serenata’, ‘Tentativas’, ‘Não Casa Não’, ‘Se Ame Mais’, ‘Mudou a Estação’, ‘Pare o Avião’, ‘Moça da Cabine’ entre outras pérolas inesquecíveis e que ficarão, para sempre, em nossa memória.

Título e Texto: Aparecido Raimundo de Souza, da Arena Goiânia, em Goiânia. 6-11-2021

Colunas anteriores:
Mané
No ápice dos finalmentes...
[Aparecido rasga o verbo] Imensidão à deriva 
O Perfil Inesquecível de Gilberto Braga 
Dependente compul-impulsivo 
Monopólio de relacionamentos secretos

10 comentários:

  1. ERROS HUMANOS NÃO SÃO TRAGÉDIAS FALTA "EXPERTISE". PÊSAMES!

    ResponderExcluir
  2. A cantora Marília Mendonça nos deixou, de repente, sem aviso prévio, sem um adeus formal, sem uma mensagem via whatSapp, dando qualquer tipo de explicação plausível. Com isto, não entendemos ou não coseguiremos dimensionar o verdadeiro motivo, ou os verdadeiros motivos da sua partida tão precoce. Um acidente aparentemente inexplicável, que certamente, como tantos mais já ocorridos em tempos passados, neste Brasil sem fronteiras, neste país onde a corrupção do vil metal continuará falando cada vez mais alto, e, onde, as vidas humanas, apesar de toda as tecnologias (entre aspas) do tal do CENIPA, do DAC e de outros órgãos inoperantes ligados às prevenções de acidentes aéreos, este também com a aeronave da Marília ficará sem resposta, ou seja, ficaremos chupando os dedos e à deriva, ao deus dará, entregues às baratas, sem sermos informados, com precisão e transparência, nos passando a limpo, sem maquiagens e subterfúgios, o que realmente aconteceu. Me questiono todos os dias e Deus que me perdoe, se estiver pecando, serei, por conta, castigada pelo Deus que tanto amo e venero. Não consigo pensar, nem entender de outra forma. E deixo no ar, algumas indagações: por que morrem pessoas que só fazem o bem, como o pianista Nelson Freire, como escritores criativos tipo Ariano Suassuna, Jorge Amado, Clarisse Linspector, cujas existências foram dedicadas para nos alegrar, para nos trazer felicidades e encantamentos? Por que não vão para a cova comum os vermes que infestam a Capital do país? Por que não escafedem, para os quintos do inferno os ‘maus políticos, os sanguessugas que vivem às nossas custas e expensas? Por que não somem do mapa os políticos safados e nojentos, que só fazem prejudicar a população ou a ralé, ou, ainda, a raia miúda? O sentimento que fica dentro de mim é de tristeza infinita, de insegurança imorredoura, e de medo cada vez mais pesado. Não convivemos com a transparência, com a dignidade, com a clareza, com a lisura, com a honra de certos parlamentares que só fazem olhar para os próprios bolsos, desgraçando, de maneira perversa e vil, com as nossas vidas? Por que estes parasitas não sofrem acidentes? Por que estes famigerados não têm um castigo sério e exemplar, que sirva de lição definitiva para que todas as pessoas de brio e vergonha possam respirar aliviadas, e que, de igual forma, possam voltar a viver condignamente dos ‘suores de seus rostos?’. Na verdade, eu só queria entender de onde vem dois pesos e duas medidas. Termino desejando que o Todo Poderoso receba a nossa inesquecível Marília Mendonça de braços abertos. Que a sua estrada além daqui se faça repleta de muita luz, de muita claridade e radiação positiva. Lado idêntico, que Papai do céu conforte seus parentes e familiares, amigos e fãs. Que seu pequeno filhinho Léo seja guiado e abençoado nos caminhos da Felicidade, bem como seu pai Murilo Huff. Por derradeiro, que dona Ruth, mãe de Marília encontre a paz e toda tranquilidade para seguir em frente, apesar da grande lacuna deixada pela sua filha famosa. Que em seu coração, dona Ruth, fique um pouco de todas nós numa grande e infinita corrente de preces e orações. Marília, DESCANSE EM PAZ!
    Carina Bratt
    Ca
    Do velório de Marília Mendonça - , Arena Goiânia. Agora, às 13.46.

    ResponderExcluir
  3. Como a Globo cobriu o falecimento de Marília?

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente mais uma perda no mundo musical, muita tristeza e comoção no velório. Meus sinceros sentimentos a familiares e amigos, e milhares de fãs. Que ela vá em paz, com a certeza que deixou um legado eterno para muitos. Parabéns Aparecido Raimundo de Souza pelo texto e homenagem Marília Mendonça ficou estupendo. A família merece todo o apoio e carinho daqueles que tinha grande apreço pela artista e seu texto foi uma grande homenagem a ela.

    Att: Carla

    ResponderExcluir
  5. Senhor Jim, boa noite. A Globo deu toda a assistência possível e imaginável ao evento, a partir de jornalistas para o local do desastre. Dispôs de repórteres, cinegrafistas e fotógrafos. No mesmo passo, mandou gente para cá, além de exibir programas gravados em várias datas que serão levados ao ar no decorrer deste final de semana e também durante a programação normal, a partir do Fantástico, que programou um quadro todo especial. Como Marília era uma das principais artistas da emissora, bem ainda da gravadora Som Livre, muita coisa será colocada no ar.
    Forte abraço
    Fica na PAZ
    Carina
    Ca
    do Cemitério Parque Memorial.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Aparecido Raimundo de souza,pela bela homenagem a querida e inesquecível Marília Mendonça,que encantou a todos com sua voz.suas músicas e seu carisma, que ela descanse em paz. E que Deus conforte todos os familiares dela e daqueles que perderam a vida no mesmo acidente. Att Josiane Neves

    ResponderExcluir
  7. O Acidente aéreo que nos deixou sem a Marília Mendonça logo será desvendado pela poderosa ANAC ou AGÊNCIA NACIONAL DE AGENCIADORES DE CANALHAS, em conluio com o brilhante CENIPA, sigla que se traduz por CENTRO NACIONAL INOPERANTE DE PICARETAS ASSALARIADOS. As conclusões das investigações da aeronave de Marília serão esclarecidas, dentro de mais ou menos um 500 anos. Tão rápido e rasteiro, como o 'desvendamento' de um outro acidente, ou seja, daquele ocorrido com o avião Carajá, prefixo Embraer, modelo 820C ou PT-ENM, da empresa MS Taxi Aéreo, que quase tirou de cena o comandante Osmar Frattine, o copiloto José Flavio de Sousa Zanato, além do narigulo Luciano Huck, a da sua esposa Angélica (que antes do Luciano só andava de taxi), os filhos de Luciano e duas babás, as jóvens Marcileia Eunice Garcia e Francisca Clarice Canelo Mesquita. Lembram? Duvido! Foi em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, nos idos de 24 de maio de 2015. Seis anos depois, os verdadeiros fatos não foram esclarecidos, embora a tal da ANAC e o CENIPA não tenham vindo à publico esclarecer o que, de fato e de verdadeiro aconteceu. Aliás, não me lembro de nenhum acidente aéreo (desde que me entendo por gente) ter sido largamente noticiado ou apresentado ao público, com lisura, honestidade e transparência). O piloto herói que salvou a galera, desde então nunca mais voou. A empresa a qual o avião pertencia suspendeu o piloto, mandou o cara embora, depois de quinze anos de bons serviços prestados. Hoje Osmar Frattine passa necessidades. O mesmo aconteceria se os pilotos da Marília Mendonça tivessem escapados. Frattine recebeu apenas um panetone do simpático e eletrizante apresentador. Nada mais. Penso que o tal panetone tenha sido doado ao apresentador por conta de espaços em troca de propagandas em seu programa. Quero dizer, com isto, que dou a minha carinha à tapa se o Luciano gastou um centavo de seu bolso para comprar o tal panetone. Com relação a um outro acidente, ocorrido em 2009, ou mais precisamente em 15 de janeiro, o comandante Chesley Burnett Sullenberger salvou os 155 passageiros a bordo, passageiros estes destinados de Nova Iorque à Charlotte, na Carolina do Norte. Quando o avião que ele pilotava mergulhou no Rio Hudson. Chesley foi glorificado e apresentsdo ao mundo como heroi, ao contrário daqui do nosso querido país, onde não importa qual a causa de um acidente aéreo. O piloto simplesmente é jogado para escanteio. Concluindo, vamos saber o que de fato tirou a vida de Maria Mendonça, de seu produtor Henrique Ribeiro, de seu assessor Abiciele Silveira Dias, do comandante Geraldo Medeiros Junior, e do copiloto Tarcísio Pessoa Viana, possivelmente em 500 anos, ou, se dermos sorte, em 498 ou 488 anos. Como podem ver, um tempo relativamente curto. Aqui no Brasil, essas Agências e Centros ligados à aviação civil são rápidas e rasteiras.
    Carina
    Ca
    São Paulo, capital.

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-